sábado, 30 de novembro de 2013

XII Festicampo é realizado neste sábado, dia 30/11


O XII FESTICAMPO é um evento de âmbito municipal, promovido pelo Lions Clube e Leo Clube, realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Novo do Parecis por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo através do Departamento de Cultura, e será realizado na noite de hoje, sábado (30/11), na Praça Municipal Odenir Ortolan.

Será distribuída uma premiação no valor total de R$ 6.300,00 aos vencedores, conforme segue:

PREMIAÇÃO CATEGORIA INFANTIL

1º Lugar: R$ 600,00
2º Lugar: R$ 300,00

PREMIAÇÃO CATEGORIA JUVENIL

Modalidade MPB
1º Lugar: R$ 800,00
2º Lugar: R$ 400,00

Modalidade Sertanejo
1º Lugar: R$ 800,00
2º Lugar: R$ 400,00

PREMIAÇÃO CATEGORIA ADULTA

Modalidade MPB
1º Lugar: R$ 1000,00
2º Lugar: R$ 500,00

Modalidade Sertanejo
1º Lugar: R$ 1000,00
2º Lugar: R$ 500,00

As categorias serão distribuídas em três, sendo que a categoria infantil concorrerá em modalidade única, as demais concorrerão em duas modalidades, conforme segue:

Categorias:

INFANTIL – até 12 anos
JUVENIL – de 13 até 18 anos
ADULTO – acima de 18 anos

Modalidades:

ÚNICA (Infantil)
MPB (Juvenil/Adulto)
SERTANEJO (Juvenil/Adulto)

Podem participar do XII FESTICAMPO todos os cantores do município que não tenham CD gravado.

Assessoria / Com Secultur

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

"PEC 150 Já!" - Artistas promovem Manifesto em Brasília


Durante a realização da III Conferência Nacional de Cultura, cerca de 1.200 delegados representantes dos 26 Estados e do Distrito Federal, juntamente com outros 400 observadores e convidados, participaram de um manifesto na Via 2 Oeste, em Brasília, para a votação imediata da PEC 150 (Projeto de Emenda Constitucional), que vincula orçamento para a Cultura de, no mínimo, 2% para a União, 1,5% para Estados e Distrito Federal e 1% para municípios.

Durante uma hora os artistas, produtores culturais e gestores de cultura paralisaram o trânsito aos gritos de PEC 150 Já! chamando a atenção de motoristas e repórteres para a importância de se assegurar orçamento mínimo para a Cultura. As discussões desse item está sendo a grande luta desta III Conferência.

A PEC 150 está tramitando no Congresso Nacional e depende de votação urgente.

 

 

 

 

 

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

MinC elenca 19 objetivos para a política cultural do Brasil

Durante a III Conferência Nacional de Cultura o Ministério da Cultura (MinC) apresenta os seus objetivos estratégicos dentro das suas diretrizes e programas culturais.


O Ministério da Cultura definiu como missão "Garantir a todos os cidadãos brasileiros o pleno exercício dos seus direitos culturais." Para tanto, a política cultural deve inserir-se na "Política de Desenvolvimento Sustentável e de Inclusão Social" implantada pelo governo federal. A partir desse marco fundamental foram elencados 19 objetivos, divididos em quatro grandes áreas de atuação.

Na área da Criação/Produção/Desenvolvimento decidiu-se:
1. Fomentar as iniciativas culturais em todo o país;
2. Estimular a incorporação de novas tecnologias;
3. Fomentar e aperfeiçoar gestores e agentes culturais;
4 Estimular o desenvolvimento da economia criativa;
5. Promover a internacionalização da cultura brasileira;
6. Promover as sinergias entre cultura e demais políticas públicas.

Na área da Difusão e Acesso à Cultura:
7. Democratizar e ampliar a participação e o acesso à cultura;
8. Promover a desconcentração geográfica de equipamentos culturais;
9. Estimular a circulação de bens e serviços culturais;
10. Estimular a formação de públicos.

Na área da Memória e Diversidade Cultural:
11. Promover o direito à memória;
12. Proteger e promover a diversidade das expressões culturais;
13. Preservar o patrimônio cultural;
14. Desenvolver as potencialidades do patrimônio cultural.

Para alcançar esses objetivos estratégicos o Planejamento e a Gestão necessitam:
15. Asseguram a participação da sociedade na formulação e implementação das políticas;
16. Promover a integração com os entes federados na execução da política;
17. Integrar e consolidar as políticas de fomento e incentivo do sistema MinC;
19. Aperfeiçoar os marcos regulatórios; e
19. Aperfeiçoar os processos de monitoramento e fiscalização.

Hoje é o último dia para inscrição no XII Festicampo

Campo Novo do Parecis é representado na III CNC


O município de Campo Novo do Parecis é representado na III Conferência Nacional de Cultura pelo secretário Municipal de Cultura e Turismo, Vanderlei César Guollo, eleito delegado do estado de Mato Grosso na 3ª Conferência Estadual de Cultura, ocorrida em setembro, na capital, Cuiabá.

Vanderlei César Guollo representa o poder público juntamente com a secretária de Estado de Cultura, Janete Riva (membro nato), da conselheira estadual de Cultura, Tânia Arantes (membro nato), e os secretários municipais de Cultura de Cuiabá e de Rondonópolis. Outros 12 artistas e produtores culturais dos mais diversos segmentos também representam a sociedade civil de Mato Grosso na Conferência.

Sobre a 3ª Conferência Estadual de Cultura de Mato Grosso

A Conferência Estadual de Cultura de Mato Grosso contou com 154 participantes, entre representantes da sociedade civil, poder público e convidados dos mais diversos municípios, representando a diversidade cultural presente no Estado. A Conferência foi acompanhada por representantes do Ministério da Cultura, que direcionaram os trabalhos.

Os delegados de Mato Grosso tem a missão de defender as 16 propostas prioritárias para o Estado aprovadas durante a Conferência para que as mesmas sejam implementadas enquanto política de Estado do Brasil.

Marta Suplicy: “Temos que mostrar nossa diversidade”

Autoridades durante abertura da III Conferência Nacional de Cultura, em Brasília

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, abriu nesta quarta-feira (27), em Brasília, a III Conferência Nacional de Cultura (CNC) destacando quatro pontos principais em seu discurso: Pontos de Cultura e Cultura Viva; Museu da Memória Afro; Vale-Cultura e Juventude. Marta fez um apelo aos cerca de 1,5 mil participantes: que esse encontro defina uma estratégia comum para fortalecimento do setor, com preocupações voltadas para a diversidade cultural brasileira, em especial para as minorias.

"Entre as diretrizes que recebi, estava a de contribuir para promover a inclusão social dos brasileiros, por meio da Cultura", disse a ministra, sobre o momento do convite presidencial para assumir o Ministério da Cultura, no fim de 2012.

Marta traçou um painel das ações e programas do Governo Federal, partindo da estrutura de gestão prevista no Sistema Nacional de Cultura (SNC), tema central dessa Conferência. "Agora, nós temos que criar as estruturas para o diálogo, planejar os recursos financeiros e essa Conferência vai ajudar, nesse sentido", disse.

Com representantes dos 26 Estados e Distrito Federal, o Brasil estará representado nas discussões que segue até o dia 1º de dezembro, no Centro de Convenções Brasil 21. Esses delegados irão debater as diretrizes as serem seguidas pelos agentes culturais e gestores públicos, nos próximos anos.

A Conferência Nacional é um momento para avaliação de percurso, principalmente para a gestão pública, mas é também um espaço para se trabalhar a coesão federativa. A ministra entende que esse é também um espaço para difundir as muitas manifestações artísticas do País.

A cerimônia teve a presença de autoridades e a apresentação do grupo Lira de Tatuí, interior de São Paulo, e a sambista Martinália.

III Conferência Nacional de Cultura
27 de novembro a 1º de dezembro - Centro de Convenções Brasil 21 – Brasília/DF

Ministra anuncia Encontro Cultural da Juventude

A ministra da Cultura Marta Suplicy anunciou durante a abertura da III Conferência Nacional de Cultura, nesta quarta-feira (27), em Brasília, que o MinC irá promover, no primeiro bimestre de 2014, o I Encontro Cultural da Juventude.

Ministra de Estado da Cultura, Marta Suplicy, durante a abertura da III Conferência Nacional de Cultura

Marta afirmou que a sociedade civil tem a oportunidade de, nesta Conferência, começar a preparar o Encontro, formulando uma agenda de tópicos com interesses culturais dos jovens.

"Estamos buscando sugestões e formas inovadoras de políticas públicas. A participação da sociedade civil nesse processo é fundamental", afirmou a ministra.

O evento acontece no Centro de Convenções Brasil 21, até o dia 1º de dezembro, e reúne mais de 1,1 mil participantes de todo o Brasil.

III Conferência Nacional de Cultura
27 de novembro a 1º de dezembro - Centro de Convenções Brasil 21 – Brasília/DF

terça-feira, 26 de novembro de 2013

I Festival Cena Mato Grosso acontece em Alta Floresta


O Teatro Experimental de Alta Floresta (TEAF) realizará entre os dias 27 de novembro à 1 de dezembro o Primeiro Festival de Teatro Cena Mato Grosso – Festival de Teatro da Amazônia Mato-grossense – 5ª edição. Este festival vem em uma perspectiva ousada que visa movimentar as artes cênicas em nosso Estado e está sendo realizada em três etapas nas cidades de Primavera do Leste (já realizada), Alta Floresta e Cuiabá.

Neste contexto, a Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC-MT) estabeleceu parceria com as companhias Teatro Experimental de Alta Floresta (TEAF), Teatro Faces do município de Primavera do Leste e Tibanaré de Cuiabá e conta com diversos espetáculos para todos os públicos, oficina de teatro e bate-papos em uma programação totalmente gratuita e aberta ao público.

Este será o primeiro Festival realizado na sede própria do TEAF, que até o momento realizou em suas instalações os espetáculos “Água, Água” e “A Santa Joana dos Matadouros” e agora pretende ampliar ainda mais o acesso de toda a população a este espaço privilegiado, promovendo as atividades do festival.

Acompanhe a programação e participe do Festival, o TEAF terá muita alegria em recebê-lo para este momento de construção cultural.

27 de novembro

15h – Cortejo teatral com Leite de Pedras – Local: Praça da Matriz Católica
19h30 – Abertura
20h – Natureza Morta
21h – Roda de Samba – Capoeira de Angola

28 de novembro

8h – Desutilidade Poética
10h às 12h – Bate papo sobre o Cortejo Teatral e Natureza Morta
14h às 16h30 – Tertúlia Teatral – Ética, estética e outras provocações – Amauri Tangara
20h – Cafundó: onde o vento faz a curva
21h30 – Bate-papo sobre Cafundó

29 de novembro

8h – Estrela Maria
8h às 12h – Oficina de Iniciação Teatral
10h às 12h – Bate-papo sobre Desutilidade poética e Estrela Maria
14h – Fiu Fiu
14h às 18h - Oficina de Iniciação Teatral
20h – Peer Gynt

30 de novembro

8h às 12h - Oficina de Iniciação Teatral
09h às 11h – Bate-papo sobre Fiu-Fiu e Peer Gynt
20h – Sebastião

01 de dezembro

09h às 11h – Bate-papo sobre Sebastião

As apresentações e os bate-papos, acontecerão nas dependências do Espaço Cultural TEAF, localizado à Perimetral Rogério Silva, s/n, esquina com a rua do Araújo. Já a oficina será realizada no Studio de Dança Ritmus, localizada na sobre loja da Bebezinho & Cia. Todas as atividades são gratuitas e tem vagas limitadas, inclusive para acompanhar as apresentações teatrais.

O Primeiro Festival de Teatro Cena Mato Grosso – Festival de Teatro da Amazônia Mato-grossense – 5ª edição, é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso, em parceria com o Teatro Experimental de Alta Floresta, Grupo Tibanaré e Cia. Faces.

O espaço do TEAF

A construção de um espaço de cultura é muito importante para nossa cidade, é com certeza essencial. Vindo de uma luta e de um sonho, a concretização deste espaço representa a possibilidade de acesso a um mundo diferente e constituído de novas possibilidades.

Hoje o espaço do TEAF é composto por uma biblioteca cultural que tem um acervo muito especial com obras literárias de poesia, filosofia, história, cinema e teatro, que estão disponíveis para quem tiver vontade de aprender. Além da biblioteca, o espaço atende grupo de capoeira de angola de Alta Floresta, ensaios de teatro e bandas e esta disponível para a comunidade que tem interesse em participar deste espaço multidisciplinar e inovador.

Fonte: Mequiel Zacarias - Assessoria

Para refletir! - Homens, segundo Fernanda Montenegro

FALANDO DOS HOMENS

... Minha Amiga, se Você acha que Homem dá muito trabalho, case-se com uma Mulher e aí Você vai ver o que é Mau Humor! O modo de vida, os novos costumes e o desrespeito à natureza tem afectado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está o macho da espécie humana.

Tive apenas 1 exemplar em casa, que mantive com muito zelo e dedicação num casamento que durou 56 anos de muito amor e companheirismo, (1952-2008) mas, na verdade, acredito que era ele quem também me mantinha firme no relacionamento. Portanto, por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha 'Salvem os Homens!'

Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da masculinidade a fim de se preservar os raros e preciosos exemplares que ainda restam.

1. Habitat
Homem não pode ser mantido em cativeiro.
Se for engaiolado, fugirá ou morrerá por dentro.
Não há corrente que os prenda e os que se submetem à jaula perdem o seu DNA.
Você jamais terá a posse ou a propriedade de um homem, o que vai prendê-lo a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada, diariamente, com dedicação, atenção, carinho e amor.

2. Alimentação correta
Ninguém vive de vento.
Homem vive de carinho, comida e bebida.
Dê-lhe em abundância.
É coisa de homem, sim, e se ele não receber de você vai pegar de outra. Beijos matinais e um 'eu te amo’ no café da manhã os mantém viçosos , felizes e realizados durante todo o dia.
Um abraço diário é como a água para as samambaias.
Não o deixe desidratar.
Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial.
Portanto, não se faça de dondoca preguiçosa e fresca.
Homem não gosta disso.
Ele precisa de companheira autêntica, forte e resolutiva.

3. Carinho
Também faz parte de seu cardápio – homem mal tratado fica vulnerável a rapidamente interessar-se na rua por quem o trata melhor.
Se você quer ter a fidelidade e dedicação de um companheiro completo, trate-o muito bem, caso contrário outra o fará e você só saberá quando não houver mais volta.

4. Respeite a natureza
Você não suporta trabalho em casa? Cerveja? Futebol? Pescaria? Amigos? Liberdade? Carros?
Case-se com uma Mulher.
Homens são folgados.
Desarrumam tudo.
São durões.
Não gostam de telefones.
Odeiam discutir a relação.
Odeiam shoppings.
Enfim, se quiser viver com um homem, prepare-se para isso.

5. Não anule sua origem
O homem sempre foi o macho provedor da família, portanto é típico valorizar negócios, trabalho, dinheiro, finanças, investimentos, empreendimentos. Entenda tudo isso e apoie.

6. Cérebro masculino não é um mito
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino.
Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente não possuem! Também, 7 bilhões de neurônios a menos).
Então, aguente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objecto de decoração.
Se você se cansou de colecionar amigos gays e homossexuais delicados, tente se relacionar com um homem de verdade .
Alguns vão-lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você.
Não fuja desses, aprenda com eles e cresça.
E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com as mulheres, a inteligência não funciona como repelente para os homens.
Não faça sombra sobre ele...
Se você quiser ser uma grande mulher tenha um grande homem ao seu lado, nunca atrás.
Assim, quando ele brilhar, você vai pegar um bronzeado.
Porém, se ele estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda.
Aceite: homens também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar.
A mulher sábia alimenta os potenciais do parceiro e os utiliza para motivar os próprios.
Ela sabe que, preservando e cultivando o seu homem, estará salvando a si mesma.
E, Minha Amiga, se Você acha que Homem dá muito trabalho, case-se com uma Mulher e aí Você vai ver o que é Mau Humor!
Só tem homem bom quem sabe fazê-lo ser bom!
Eu fiz a minha parte, por isso meu casamento foi muito bom e consegui fazer o Fernando muito feliz até o último momento de um enfisema que o levou de mim.
Eu fui uma grande mulher ao lado dele, sempre.

Com carinho,
Fernanda Montenegro

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Inscrições para o XII Festicampo se encerram hoje

Agora é a hora da galera da Música! Vem aí o XII Festicampo - Festival da Canção de Campo Novo do Parecis, nos dias 29 e 30 de novembro. Solicite o Regulamento através do e-mail: cultura.cnp@hotmail.com - Maiores informações pelo fone: 3904-2095.


O XII FESTICAMPO de âmbito municipal, promovido pelo Lions Clube e Leo Clube, realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Novo do Parecis e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, através do Departamento de Cultura, será realizado nos dias 29 e 30 de novembro de 2013 na Praça Municipal Odenir Ortolan.

As inscrições deverão ser feitas até o dia 25/11/2013, no Centro Cultural, sito à Rua Severino de Lima, 1206-NE, Bairro Nossa Senhora Aparecida, sede da Associação dos Moradores.

Para participar do XII Festicampo, cada participante deverá trazer seu próprio acompanhamento musical para participar do festival (músicos e instrumentos), podendo incluir até 3 instrumentos em palco, exceto bateria.

Será distribuída uma premiação no valor total de R$ 6.300,00 aos vencedores, conforme segue:

PREMIAÇÃO CATEGORIA INFANTIL
1º Lugar: R$ 600,00
2º Lugar: R$ 300,00

PREMIAÇÃO CATEGORIA JUVENIL

Modalidade MPB
1º Lugar: R$ 800,00
2º Lugar: R$ 400,00

Modalidade Sertanejo
1º Lugar: R$ 800,00
2º Lugar: R$ 400,00

PREMIAÇÃO CATEGORIA ADULTA

Modalidade MPB
1º Lugar: R$ 1000,00
2º Lugar: R$ 500,00

Modalidade Sertanejo
1º Lugar: R$ 1000,00
2º Lugar: R$ 500,00

As categorias serão distribuídas em três, sendo que a categoria infantil concorrerá em modalidade única, as demais concorrerão em duas modalidades, conforme segue:


  • INFANTIL – até 12 anos
  • JUVENIL – de 13 até 18 anos
  • ADULTO – acima de 18 anos


Modalidades:


  • ÚNICA (Infantil)
  • MPB (Juvenil/Adulto)
  • SERTANEJO (Juvenil/Adulto)


Participarão do XII FESTICAMPO todos os cantores do município que não tenham CD gravado. A taxa de inscrição será nos seguintes valores:

  • Categoria Infantil – R$ 15,00
  • Categoria Juvenil – R$ 20,00
  • Categoria Adulta – R$ 25,00


Fonte: Assessoria/Secultur

Projeto de Lei que regulamenta profissão de Produtor Cultural, Esportivo e de Ações Sociais será votado


O projeto de lei 5575/2013 que regulamenta a profissão de produtor cultural deve ir ao plenário da Câmara dos Deputados nos próximos dias, segundo previsão do relator da matéria na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP), deputado Ronaldo Nogueira (PTB/RS). O PL foi apresentado pelo deputado Giovani Cherini (PDT/RS), em maio deste ano, e tramita em regime ordinário.

Depois de passar pela Comissão de Constituição e Justiça e pelo plenário, estima-se que deva ser apreciado pelo Plenário do Senado entre abril e maio de 2014.

Clique para conhecer a Lei 5575/2013 na íntegra.

Estudar música na infância melhora a forma como o cérebro processa sons na velhice

Pesquisa descobriu que esse efeito se mantém mesmo se a pessoa passar décadas sem tocar um instrumento.


O fato de ter estudado música na infância tem um efeito benéfico sobre a forma como o cérebro dos idosos processa o som. Segundo um estudo publicado nesta quarta-feira no periódico Journal of Neuroscience, essa relação se mantém mesmo em pessoas que passam décadas sem ter contato com instrumentos musicais novamente. A descoberta sugere que o treinamento musical leva a uma resposta mais rápida do cérebro ao som da fala.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Older Adults Benefit from Music Training Early in Life: Biological Evidence for Long-Term Training-Driven Plasticity
Onde foi divulgada: periódico Journal of Neuroscience
Quem fez: Travis White-Schwoch, Kali Woodruff Carr, Samira Anderson, Dana L. Strait e Nina Kraus
Instituição: Universidade Northwestern, EUA
Dados de amostragem: 44 adultos entre 55 e 76 anos

Resultado: Pessoas que tiveram treinamento musical na infância, mesmo após passar décadas sem tocar um instrumento, apresentam resposta cerebrais mais rápidas ao som da fala.
À medida que as pessoas envelhecem, o cérebro passa por mudanças que prejudicam a audição. Os cérebros de idosos respondem de forma mais lenta a sons que mudam rapidamente, o que prejudica a interpretação da fala. Porém, estudos recentes mostraram que esse efeito não é inevitável. Pesquisas com músicos sugeriram que o treinamento musical contínuo poderia neutralizar esse e outros problemas cognitivos relacionados à idade.

No estudo em questão, os cientistas da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, buscavam descobrir se um treinamento musical mais limitado, ocorrido durante a infância e interrompido por um longo período, também estaria associado a mudanças na resposta cerebral ao som, décadas mais tarde.

Pesquisa – Para isso, 44 adultos com idade entre 55 e 76 anos ouviram o som artificial de uma sílaba (“da”), enquanto os pesquisadores mediam a atividade elétrica no tronco cerebral, região que fica entre a medula espinhal e o cérebro, e processa os sons e informações sensoriais. Com isso eles descobriram que, apesar de nenhum dos participantes ter tocado um instrumento musical em pelo menos 40 anos, os participantes que tiveram entre 4 e 14 anos de treinamento musical no início da vida apresentaram as respostas mais rápidas ao som da fala.

A diferença foi pequena, da ordem de um milissegundo, mas esse curto tempo é significativo para o processamento cerebral. “Ser um milissegundo mais rápido pode não parecer muito, mas o cérebro é muito sensível ao tempo, e um milissegundo em milhões de neurônios pode fazer uma diferença real na vida de idosos”, explica Michael Kilgard, um pesquisador da Universidade do Texas, que trabalha com a forma com a qual o cérebro processa os sons, mas não estava envolvido na produção deste estudo. Segundo ele, essa descoberta pode confirmar que os investimentos que fazemos em nosso cérebro no início da vida continuam a oferecer resultados anos depois.

Turnê Cantos do Brasil 2013 em Tangará da Serra

Para refletir!


A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original...

Albert Einstein

sábado, 23 de novembro de 2013

Teatro Ogan participa da Teia Mato Grosso 2013

Campo Novo do Parecis está sendo representado na Teia Mato Grosso e Fórum de Pontos de Cultura, evento que acontece no Palácio da Instrução, em Cuiabá.


A Teia é o Encontro Estadual de Pontos de Cultura e, juntamente com o Fórum, é um momento de discussão das políticas públicas de cultura, especialmente o Programa Cultura Viva, maior ação social e cultural do Ministério da Cultura.

Na manhã de hoje (23) o Ponto de Cultura Ninho do Sol apresentou uma das histórias do espetáculo "Passarinho me contou..." de Van César, com a trupe de contadores do Teatro Ogan, na abertura oficial do evento que contou com a presença da secretária de Estado de Cultura, Janete Riva, do representante do Ministério da Cultura Pedro Vasconcelos e sua equipe, assim como de representantes dos 36 pontos de cultura do Estado.


"Passarinho me contou..." na Feira do Livro

Na tarde de ontem (22) o espetáculo "Passarinho me contou..." foi apresentado na Feira do Livro de Mato Grosso, as 14h, no estacionamento do Pantanal Shopping, para um público composto em sua maioria por crianças do Ensino Fundamental.

"Passarinho me contou..." narra a viagem mágica de um velhinho que deseja contar histórias. Através do uso da inteligência ele consegue comprar o baú das histórias do Deus das Nuvens e provoca o surgimento dos contadores no mundo. Mas quando ele abre o baú todas as histórias se transformaram em pássaros encantados de todos os tipos, com todas as cores, que cantam de todas as formas e voam para todos os lugares do mundo, chegando até aqui.

“Passarinho me contou...”, de autoria de Van César, participou neste ano de 2013, do 22º Festival de Teatro de Curitiba, no Paraná, assim como em Nova Mutum e Nova Olímpia, e convida o público a viajar no lúdico, no imaginário popular, através de suas histórias.



Por Van César - Teatro Ogan

Para refletir!


Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos...

Desconhecido

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Teia Mato Grosso reúne pontos de cultura com o Minc

São atividades da Teia as apresentações artísticas, palestras, fórum de discussão e bate papo, e se encerra no sábado (23.11) à noite com apresentações artísticas dos Pontos de Cultura.


Por Beatriz Saturnino – Assessoria SEC-MT

Começou hoje (22.11), o grande encontro dos Pontos, Pontinhos e Pontões de Cultura de Mato Grosso, que reunirá 36 Pontos vinculados à Secretaria de Estado de Cultura (SEC-MT), na Teia Mato Grosso, Fórum dos Pontos de Cultura. Com o tema “Nos Caminhos do Mato: Tecendo a Rede”, a abertura ocorreu nesta sexta-feira (22.11), às 19h30, no auditório da Feira do Livro de Mato Grosso 2013, que está acontecendo no estacionamento do Pantanal Shopping.

Participam do evento representantes dos Pontos de Cultura de Mato Grosso e convidados do Ministério da Cultura e da Secretaria de Estado de Cultura de Goiás (Secult) na programação nos dias 22 e 23 de novembro, no estacionamento do Pantanal Shopping, com a Mostra Artística, onde os Pontos apresentam seus projetos.

Também no Pavilhão das Artes da SEC-MT, localizado no Palácio da Instrução, para discutir questões voltadas à consolidação da Rede Pontos do Mato, da relação entre Cultura e Governo, além de discutir a Teia Nacional que acontecerá no ano de 2014.

São atividades da Teia as apresentações artísticas, palestras, fórum de discussão e bate papo. A Teia se encerra no sábado(23.11) à noite com apresentações artísticas dos Pontos de Cultura.

Cinthia Mattos, coordenadora da Rede Pontos do Mato, ressalta que “com os representantes do governo, poderemos mostrar a realidade do projeto e os resultados alcançados com as verbas que chegam realmente onde precisa e, assim reforçar o programa Cultura Viva”.

O representante dos Pontos de Cultura de Mato Grosso e membro do Teatro Experimental de Alta Floresta (TEAF), Anderson Flores, ressalta a força do evento. “Este encontro é necessário para fortalecer a relação entre os pontos de cultura no Mato Grosso. Também para que possam ser pensados em conjunto, mecanismos de financiamento de atividades e o benefício das políticas públicas para além dos 35 municípios onde já existe Ponto de Cultura”.

Cultura Viva

O encontro permitirá a troca de saberes e fazeres, o fortalecimento dos marcos legais do Programa Cultura Viva e das políticas públicas de cultura. Ainda o fomento das redes de relacionamento e articulação institucional entre os Pontos, sociedade e governos.

A TEIA MT 2013 tem este desafio de mostrar para a sociedade o resultado dos projetos do Programa Cultura Viva da Diversidade Cultural e da Arte Transformadora realizados por meio das ações dos Pontos, Pontinhos e Pontões de cultura, e qual a sua importância de continuidade e expansão.

Pontos de Cultura

Os Pontos de Cultura são a principal ação do Programa Cultura Viva, proposto pelo Ministério da Cultura em parceria com os governos estaduais e municipais. Surgiram no ano de 2003, com o intuito de preservar memórias e histórias, além de estimular ações voltadas para a cultura de raiz e para o fortalecimento das manifestações populares dentro dos seus territórios de origem.

Pontos de Cultura de Mato Grosso cumprem sua missão proporcionando à população de 25 municípios o fomento à produção artística e cultura por meio de oficinas, palestras, cursos e eventos em geral. Mato Grosso conta com 36 Pontos de Cultura, que desde 2010 recebem investimentos vindos do Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC-MT) e do Governo Federal, via Ministério da Cultura.

Anualmente são investidos R$ 800 mil da SEC/MT e R$ 1,6 milhão do Governo Federal, repassados para as instituições conveniadas. Duas parcelas já foram quitadas e os Pontos aguardam o repasse final, para finalizarem as ações planejadas para 2013.

A Rede dos Pontos de Cultura de Mato Grosso existe como mola propulsora para que os pontos estejam em contato para compartilhar conceitos, estimular a troca de experiências e tecer objetivos comuns com o intuito de ampliar o alcance do Programa.

Programação

*Dia 22/11*

*Palácio da Instrução*
13h - Credenciamento
14h30 às 16h30 - Balcão de atendimento SEPLAN/SAD e MinC
18h – *Feira do Livro – Shopping Pantanal*
18h30 - Cortejo Ponto de Cultura Leite de Pedras
19h30 - Abertura Oficial - Palco Central Feira do Livro
- Apresentação - Orquestra Jovem do Estado Ponto de Cultura Ciranda
- Apresentação - Os Bengalas – Ponto de Cultura ICEMAT – Cultura para ver

*Dia 23 /11*

*Palácio da Instrução*
8h30 – Apresentação "Passaarinho me contou..." do Ponto de Cultura Ninho do Sol - Campo Novo do Parecis
9h – Políticas Culturais - MinC e SEC
10h15 – Apresentação Teia Nacional 2014 - Antônia Rangel (MinC) e Membros
da Comissão Nacional
11h - Debate
Das 14h às 17h - Plenária do Fórum dos Pontos de Cultura de Mato Grosso
18h – Deslocamento do Palácio da Instrução para o Shopping Pantanal

*Feira do Livro – Shopping Pantanal*
19h30 - Apresentação Cultural
- Apresentação Cultural: Ponto de Cultura CTG Relembrando os Pagos - Juína
- Apresentação Cultural: “Histórias para Não Dar Certo” Ponto de Cultura - Ponto de Cultura Faces – Primavera do Leste
- Apresentação Cultural: Orquestra - Ponto de Cultura Música para todos - Cáceres

Para refletir!


Se você obedece todas as regras, acaba perdendo a diversão.

Desconhecido

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Ninho do Sol é destaque no X Festival Parecis de Danças

A Cia de Arte Flor de Menina e o grupo Willis Gisele das oficinas de balé clássico do Ponto de Cultura Ninho do Sol, coreografada pelo oficineiro Fábio Lima, foram os grandes destaques do X Festival Parecis de Danças, ocorrido entre os dias 18 a 20/11 no CTG Porteira da Tradição.

"Valsa das Flores" Cia de Arte Flor de Menina
O grupo Willis Gisele conquistou a terceira colocação na Categoria Juvenil/Modalidade Danças Clássicas com a coreografia “Pela Eternidade” e a Cia de Arte Flor de Menina conquistou o primeiro lugar na Categoria Solo Infanto/Juvenil na Modalidade Danças Clássicas com a Solista Geovana Machado dançando a coreografia “De saudades e de sonhos”.

E na categoria mais concorrida do festival, Categoria B Juvenil Adulto/Modalidade Danças Clássicas onde concorriam somente os grupos profissionais de Campo Novo do Parecis, a Cia de Arte Flor de Menina se sobressaiu e conquistou cinco das sete possíveis premiações.

"Valsa do Floco de Neve" Cia de Arte Flor de Menina
O Flor de Menina foi premiado com o Primeiro Lugar com o “Fragmento de Ballet de Repertório “O Quebra Nozes - Valsa das Flores” e o Terceiro Lugar com o “Fragmento de Ballet de Repertório “O Quebra Nozes - Valsa do Floco de Neve”, além de receber o prêmio de Melhor Coreografia e Melhor Figurino para a “Valsa das Flores” e o prêmio de Melhor Bailarina para Halana Eduarda na coreografia “Valsa do Floco de Neve” no qual era a “Rainha das Neves”.

Ao final do evento os grupos pertencentes ao Ponto de Cultura Ninho do Sol conquistaram, ao todo, sete troféus e cinco indicações a Melhor Bailarina:
  • Indicações a Melhor Bailarina: Sofia Casarin (Grupo Estrelas do Amanhã), Milena Pereira e Nicole Furlan (Grupo Delicatta), Ana Carolina Collins e Halana Eduarda (Cia de Arte Flor de Menina)
  • Willis Gisele – 3º Lugar Categoria Juvenil/Modalidade Danças Clássicas com a coreografia “Pela Eternidade”
Willis Gisele - 3º Lugar Danças Clássicas
Categoria Juvenil
  • Cia de Arte Flor de Menina – 1º lugar Categoria Solo Infanto/Juvenil, Modalidade Danças Clássicas com a Solista Geovana Machado com a coreografia “De saudades e de sonhos”
Geovana Machado - 1° Lugar Solo Infanto/Juvenil
  • Cia de Arte Flor de Menina – 1º lugar Categoria B Juvenil Adulto/Modalidade Danças Clássicas com o “Fragmento de Ballet de Repertório “O Quebra Nozes - Valsa das Flores”
  • Cia de Arte Flor de Menina –3º lugar Categoria B Juvenil Adulto/Modalidade Danças Clássicas com o “Fragmento de Ballet de Repertório “O Quebra Nozes -” Valsa do Floco de Neve”
  • Melhor Coreografia para o “Fragmento de Ballet de Repertório “O Quebra Nozes - Valsa das Flores”
  • Melhor Figurino para o “Fragmento de Ballet de Repertório “O Quebra Nozes - Valsa das Flores”
  • Melhor Bailarina para Halana Eduarda com o “Fragmento de Ballet de Repertório “O Quebra Nozes - Valsa do Floco de Neve” no papel de “Rainha das Neves”.
Halana Eduarda - Melhor Bailarina

Para refletir!


A globalização encurtou as distâncias métricas, aumentando muito mais as distâncias afetivas.

Jaak Bosmans

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Feira do Livro de Mato Grosso 2013 - Começa a farra: livro e leitura a disposição a todos nesta quarta

A Feira irá abrigar lançamentos de livros, noites de autógrafos, contação de história, oficinas, debates e distribuição de mais de três mil livros a estudantes de escolas públicas ao vale-livro.


Por Beatriz Saturnino – Assessoria SEC-MT

“Venha fazer da leitura o combustível para uma nova revolução” na Feira do Livro de Mato Grosso 2013, de 20 a 23 de novembro, realizada pela Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC-MT), no estacionamento do Pantanal Shopping. A programação é com entrada gratuita e está repleta de ações culturais, com teatro, música, dança e poesia envolvendo em um “Sarau Lítero Musical”, divididos num palco central e um auditório. O evento será o dia todo, a partir das 10h, e terá leitura dramatizada e acesso a todo tipo de literatura e o homenageado será professor e escritor mato-grossense, Wlademir Dias Pino.

A abertura oficial será às 19h, com a presença da secretária da SEC-MT, Janete Gomes Riva. O objetivo é levar o livro e a leitura ao maior número de pessoas possível, por isso a busca foi de um lugar naturalmente movimentado, onde irá abrigar lançamentos de livros, noites de autógrafos, contação de história, oficinas, debates e distribuição de mais de três mil livros a estudantes de escolas públicas cadastrados ao vale-livro. No local, as tendas estarão dispostas de maneira planejada, privilegiando as visitas aos stands das editoras.

Há quem se lembre da última edição do Literamérica, em 2007, uma feira Sul-americana de Livros, realizada pela SEC-MT, a última e maior feira de livros de Mato Grosso, que por falta de orçamento para sua execução, foi substituída pela FLINT – Feira de Literatura Indígena, a única do país.

Janete Gomes Riva, a Secretária de Estado de Cultura, observou, durante o ano de 2013, que vários segmentos culturais estavam carentes de ações de fomento, sobre as quais o Estado tem responsabilidade. Assim, “buscando fortalecer o trabalho da coordenadoria Estadual de Bibliotecas, e junto com isso, divulgar e fortalecer o trabalho editorial de Mato Grosso, pensamos em uma feira que, ainda que modesta, vai ter em seu bojo eventos multidisciplinares, mostrando em seu conjunto toda a harmonia, satisfação e bem estar que a Cultura bem fomentada traz ao cidadão”, afirmou a Secretária.

O elenco lítero conta com escritores mato-grossenses e nomes marcantes na literatura regional, como Luciene Caravalho, que fará a abertura do evento no “Dia da Consciência Negra” com o poema “Era Negra”. Também Rômulo Netto, Marilane Alves Costa, Neusa Baptista, Else Cavalcante, Leodete Miranda, Julier Sebastião da Silva, Odenir Pinto de Oliveira, João Eloy de Souza Neves, Ivens Cuiabano Scaff, Santiago Vilela, Wilson Brito e Melina Castro, o fotógrafo Rai Reis, Suely Siqueira, João Batista Conrado e Letícia Lobo.

Ainda, a Feira vai contar com a presença do escritor indígena Daniel Munduruku, que vai autografar seu último livro, “Olho de Águia” e também será palestrante no dia 23 de novembro.
Bonecos gigantes, artistas mambembes, música, histórias encenadas e pintura indígena são atrações multidisciplinares, que junto com a literatura e a leitura, trabalham pela formação cultural e identitária do cidadão. A visitação de escolas públicas e particulares, e de muitas crianças acompanhadas por seus pais está sendo esperada.

Vale-livro

Para os alunos das escolas públicas cadastradas, a organização da Feira vai distribuir, gratuitamente, cerca de três mil livros entre eles, cedidos pelas editoras parceiras. O cadastramento das escolas está aberto, pelo telefone 3613-9240, ou pelo email hmcuiaba@hotmail.com.

Marcarão presença na Feira, grandes editoras de Mato Grosso: a Tantatinta, a Carlini&Caniato, Edufmt e a Entrelinhas. Estas empresas são as grandes responsáveis pela publicação da maioria dos livros de autores aqui da terra, e em nada perdem para o mercado editorial do eixo Rio-São Paulo, porque privilegiam não só a forma, mas também o conteúdo das publicações. Na oportunidade, vários livros serão lançados no mercado, com a presença dos autores e editores.

A SEC-MT e a Coordenação Estadual de Bibliotecas tem como parceiros, que tornam possível este evento: Pantanal Shopping; Editora Tantatinta; Editora Entrelinhas; Editora Carlini&Caniato; EDUFMT; Paulinas; Hospital de Câncer e professora Marli Deon Sette.

Grupos profissionais encerram o Parecis de Danças

Acompanhe a programação do terceiro dia (20) do X Festival Parecis de Danças, evento que acontece no CTG Porteira da Tradição.


O festival é promovido pelo Governo Municipal e Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur) através do Departamento de Cultura, e na noite de hoje (20) se apresentam os grupos profissionais e logo após, a premiação dos melhores em cada modalidade e categoria. Acompanhe a programação e prestigie!

PROGRAMAÇÃO

Modalidade: Danças Clássicas
Categoria: B Juvenil e adulto

01 – Das Oficinas de Balé Clássico do Ponto de Cultura Ninho do Sol
Coreógrafo: Fábio Lima
Grupo: Cia de Arte Flor de Menina
Coreografia: Fragmento de Ballet de Repertório “O Quebra Nozes - Valsa das Flores”

02 - Das Oficinas de Balé do Cras Gira Sol Boa Esperança
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Magia dos Passos
Coreografia: Valioso Coração

03 - Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Cia Almas
Coreografia: Vitória Régia

04 – Do Centro de Convivência da Melhor Idade Reviver
Coreógrafo: Fábio Dias
Grupo: Reflexu’s
Coreografia: Valsa/Balé

05 - Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Cia Almas, Cia Lua Negra e Cia Revelação de Teatro
Coreografia: Amor Sem Limite (Baseada no Filme “O Corcunda de Notre Dame”)

06 – Das Oficinas de Balé Cássico do Ponto de Cultura Ninho do Sol
Coreógrafo: Marius Petipa e Levi Ivanov – Adaptação Fábio Lima
Grupo: Cia de Arte Flor de Menina
Coreografia: Fragmento de Ballet de Repertório “O Quebra Nozes - Valsa do Floco de Neve”

Modalidade: Danças Folclóricas
Categoria: B

07 - Do Centro de Convivência da Melhor Idade Reviver
Coreógrafo: Fábio Dias
Grupo: Reflexu’s
Coreografia: Cururu e Siriri

08 - Do CTG Porteira da Tradição
Coreógrafo: Cristiano Figueira
Grupo: Invernada Mirin
Coreografia: Ao Trote

09 - Do CTG Porteira da Tradição
Coreógrafo: Cristiano Figueira
Grupo: Grupo de Dança de Salão João Luiz Ventura
Coreografia: Chote Figurado

10 – Da Associação Italiana de Campo Novo do Parecis
Coreógrafo: Cristiano Figueira
Grupo: Begli Angeli
Coreografia: Tarantela

11 - Do CTG Porteira da Tradição
Coreógrafo: Cristiano Figueira
Grupo: Invernada Juvenil
Coreografia: Pau de Fitas

12 - Do Centro de Convivência da Melhor Idade Reviver
Grupo: Reflexu’s
Coreógrafo: Fábio Dias
Coreografia: Funiculi- Funiculá

Modalidade: Danças Modernas
Categoria: B Adulto

13 – Das Oficinas de Dança de Rua do Centro Cultural
Coreógrafo: Weleton Soares e Acácia Damiana Souza
Grupo: Hitímus
Coreografia: Charme Dance

14 – Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Lua Negra
Coreografia: Burleske

15 - Das Oficinas de Dança de Rua do Centro Cultural
Coreógrafo: Weleton Soares e Daiane Zanella
Grupo: Compasso
Coreografia: I Belive

16 - Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Cia Helluá
Coreografia: Batucada Brasileira

17 - Das Oficinas de Dança de Rua do Centro Cultural
Coreógrafo: Weleton Soares e Acácia Damiana Souza
Grupo: Hitímus
Coreografia: Se Ela Dança Eu Danço

Dia da Consciência Negra - Kiriku e a Feiticeira

Bonecos Gigantes convidam para a Feira do Livro

A programação da Feira do Livro de Mato Grosso 2013 está repleta de ações culturais, com teatro, música, dança e poesia envolvendo um “Sarau Lítero Musical”.

Bonecos Gigantes convidam o público mato-grossense para a Feira do Livro

Por Beatriz Saturnino – Assessoria SEC-MT

O Bom Velhinho chegou na sexta-feira (15.11), às 19h, para o Natal do Pantanal Shopping e trouxe com ele um cortejo de Bonecos Gigantes para convidar a população à Feira do Livro de Mato Grosso 2013, promovida pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC-MT), no período de 20 a 23 de novembro, no estacionamento do Shopping.

A intervenção feita as 17h20 pelos personagens tradicionais “Ângelo Feijoada” e “Quitéria Lábios de Mel”, que há 25 anos alegram a população cuiabana, em cena nos palcos das ruas com seus mais de três metros de altura, foram conduzidos pelo ator bonequeiro, Carlos Gattas Pessoa, o “Carlão dos Bonecos”.

A programação da Feira do Livro de Mato Grosso 2013 está repleta de ações culturais, com teatro, música, dança e poesia envolvendo em um “Sarau Lítero Musical”, divididos num palco central e um auditório. O evento terá leitura dramatizada e acesso a todo tipo de literatura.

Mais informações pelo telefone 3613-0205.

"Passarinho me contou..." será apresentado no estacionamento do Pantanal Shopping

Campo Novo do Parecis na Feira do Livro

Campo Novo do Parecis será representado na Feira do Livro pela trupe de contadores do Teatro Ogan, que apresentam o espetáculo "Passarinho me contou...", no dia 22 de novembro, as 14h, no palco do Pantanal Shopping.

"Passarinho me contou..." narra a viagem mágica de um velhinho que deseja contar histórias. Através do uso da inteligência ele consegue comprar o baú das histórias do Deus das Nuvens e provoca o surgimento dos contadores no mundo. Mas quando ele abre o baú todas as histórias se transformaram em pássaros encantados de todos os tipos, com todas as cores, que cantam de todas as formas e voam para todos os lugares do mundo, chegando até aqui.

“Passarinho me contou...”, de autoria de Van César, participou neste ano de 2013, do 22º Festival de Teatro de Curitiba, no Paraná, assim como em Nova Mutum e Nova Olímpia, e convida o público a viajar no lúdico, no imaginário popular, através de suas histórias.

Por Van César - Teatro Ogan

Consciência Negra - Breve História da Cultura Africana

Dia da Consciência Negra - "A força do espírito presente"


Zumbi foi o grande líder do quilombo dos Palmares, herói da resistência antiescravagista. Pesquisas e estudos indicam que nasceu em 1655, sendo descendente de guerreiros angolanos. Em um dos povoados do quilombo, foi capturado quando garoto por soldados e entregue ao padre Antonio Melo, de Porto Calvo. Tornou-se um dos líderes mais famosos de Palmares.

"Zumbi" significa: a força do espírito presente. Baluarte da luta negra contra a escravidão, Zumbi foi o último chefe do Quilombo dos Palmares. Zumbi era um extraordinário e talentoso dirigente militar. Explorava com inteligência as peculiaridades da região.

No Quilombo de Palmares plantavam-se frutas, milho, mandioca, feijão, cana, legumes, batatas. Em meados do século XVII, calculavam-se cerca de onze povoados. A capital era Macaco, na Serra da Barriga. Palmares constituiu-se como abrigo não só de negros, mas também de brancos pobres, índios e mestiços extorquidos pelo colonizador.

Os quilombos, que na língua banto significam "povoação", funcionavam como núcleos habitacionais e comerciais, além de local de resistência à escravidão, já que abrigavam escravos fugidos de fazendas. O Quilombo dos Palmares foi defendido no século XVII durante anos por Zumbi contra as expedições militares que pretendiam trazer os negros fugidos novamente para a escravidão.

O Dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

Lisa Kristine: A escravidão moderna que fingimos não ver

Para refletir!


É fácil trocar as palavras, difícil é interpretar o silêncio.

Fernando Pessoa

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Programação de terça do X Festival Parecis de Danças

Acompanhe a programação de hoje (19) do X Festival Parecis de Danças, evento que acontece no CTG Porteira da Tradição.


O festival é promovido pelo Governo Municipal e Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur) através do Departamento de Cultura, e segue até a amanhã (20), quando acontece a premiação dos melhores em cada modalidade e categoria. Acompanhe a programação e prestigie!

PROGRAMAÇÃO

Modalidade: Danças do Ventre
Categoria: Infantil

01 - Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Rosas de Shairoon
Coreografia: Ardah (Feito de Bronze)

02 – Das Oficinas de Danças do Ventre do Cras Gira Sol Boa Esperança
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Isis
Coreografia: Farah (Animada)

03 - Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Rosas do Oriente
Coreografia: Véu

04 - Das Oficinas de Danças do Ventre do Cras Gira Sol Boa Esperança
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Encanto
Coreografia: Querida

05 - Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultura
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Rosas de Shairoon
Coreografia: Leque

Modalidade: Danças Clássicas
Categoria: Solo Infanto-juvenil

06 - Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Luz
Coreografia: Passagem

07 - Do Instituto Luterano de Educação do Parecis
Coreógrafa: Raissa Del Barco
Grupo: Arco- Iris
Coreografia: Bailarina do Circo

08 – Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Claro Luar
Coreografia: Imagem

09 – Das oficinas de Balé Clássico do Ponto de Cultura Ninho do Sol
Coreógrafo: Fábio Lima
Grupo: Cia de Arte Flor de Menina
Coreografia: De Saudades e de Sonhos

10 - Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Valcê
Coreografia: Jardim de Rosas

11 – Do Instituto Luterano de Educação do Parecis
Coreógrafa: Raissa Del Barco
Grupo: Sonho Encantado
Coreografia: Bailarina de Corda

12 – Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafo: Tâmela Macene
Grupo: Arco-Íris
Coreografia: Bailarina de Caixinha

13 - Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Luz
Coreografia: Doce Sorriso

Modalidade: Danças de Rua
Categoria: Juvenil-adulto

14 – Das Oficinas de Dança de Rua do Centro Cultural
Coreógrafo: Weleton Soares
Grupo: Arte de Rua
Coreografia: Impacto

15 – Da Escola Estadual Argeu Augusto de Morais – Distrito de Itanorte
Coreógrafa: Eduarda F. de Souza e Jocasta K. Gonçalves
Grupo: Dança de Rua

16 – Do Programa Mais Educação da Escola Estadual Jardim das Palmeiras
Coreógrafo: Weleton Soares
Grupo: Liberdade Expressão
Coreografia: New Stally

17 – Das Oficinas de Free Steep do Centro Cultural
Coreógrafos: Weleton Soares e Markus Paulo
Grupo: Allstar
Coreografia: Evolution

18 - Das Oficinas de Dança de Rua do Centro Cultural
Coreógrafo: Weleton Soares
Grupo: Agito de Rua
Coreografia: Adrenalina

Modalidade: Danças Clássicas
Categoria: Juvenil

19 – Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Amanhecer
Coreografia: O Roseiral (Baseado na Obra O Pequeno Príncipe)

20 – Das oficinas de Balé Clássico do Ponto de Cultura Ninho do Sol
Coreógrafo: Fábio Lima
Nome do Grupo: Willis Giselle
Nome da Coreografia: Pela Eternidade

21 - Do Programa Mais Educação da Escola Estadual Jardim das Palmeiras
Coreógrafo: Fábio Lima
Grupo: Ballare
Coreografia: Imaginárius

22 – Das Oficinas de Balé do Cras Gira Sol Boa Esperança
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Jóia Rara
Coreografia: Suave Amor

23 - Das oficinas de Balé Clássico do Ponto de Cultura Ninho do Sol
Coreógrafo: Fábio Lima
Grupo: Willis Giselle
Coreografia: Grand Pas de Trois – “Serenade”

24 – Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Raio de Luz
Coreografia: Valsa das Nuvens

25 - Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Valcê
Coreografia: Delicado Amor

Modalidade: Danças Modernas
Categoria: Adulto

26 – Centro de Convivência da Melhor Idade Reviver
Coreógrafo: Fábio Dias
Grupo: Reflexu’s
Coreografia: Viver e Não Ter a Vergonha de Ser Feliz

27 – Das Oficinas de Axé do Centro Cultural
Coreógrafo: Weleton Soares
Grupo: Requebra (Axé)
Coreografia: Corpo Mole

28 – Do Projeto Ler Teatrando da E.E Padre Arlindo Ignácio de Oliveira
Coreógrafo: Daiane Rodriguês
Grupo: Star
Coreografia: Ghadah Alzubra (Linda Estrela)

29 - Centro de Convivência da Melhor Idade Reviver
Coreógrafo: Fábio Dias
Grupo: Reflexu’s
Coreografia: Cuitelinho

30 – Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultural
Coreógrafo: Mikaela Sampaio
Grupo: Saara
Coreografia: “Ras R Mal” (Uma Praia de Djerba)

Modalidade: Danças Clássicas
Categoria: Solo Adulto

31 - Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Madre Luna
Coreografia: Amanhecer
Solista: Tâmela Macene

32 - Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafo: Raíssa Del Barco
Grupo: Amanhecer
Coreografia: Rosa
Solista: Raíssa Del Barco

33 - Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Madre Luna
Coreografia: Luz do Anoitecer
Solista: Laízy Santos

34 - Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Claro Luar
Coreografia: Esperança
Solista: Larissa Rombaldi

35 - Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Grupo: Madre Luna
Coreógrafa: Franciele Almeida
Coreografia: Recordar
Solista: Maiara Joyce Ferreira

Modalidade: Danças do Ventre
Categoria: Solo Adulto

36 – Das Oficinas de Danças do Ventre do Cras Gira Sol Boa Esperança
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Magia dos Passos
Coreografia: Asas de Isis
Solista: Deise Franciele Santos

37 – Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Rosas do Oriente
Coreografia: Princesa do Nilo
Solista: Micaela Sampaio

38 – Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Maktub
Coreografia: Irradiar
Solista: Larissa Rombaldi

39 – Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Helluá
Coreografia: Eminen (Confiante)
Solista: Bruna Jaqueline Sales

Encontro Marcado traz oficina Brinquedos e Brincadeiras

Serão 40 horas de aulas ministradas pelo contador de histórias profissional de São paulo, Carlos Godoy, que também é ator e arte-educador.

Por Beatriz Saturnino – Assessoria SEC-MT

Quem conta um conto sempre aumenta um ponto. E a arte de contar histórias possibilita viajar por lugares exóticos, recheados de personagens instigantes que povoam o imaginário e dão asas para voar pelo mundo. Esta é a proposta do projeto “Encontro Marcado”, de não somente promover o fascínio dos contos, fábulas, lendas e causos, como também de incrementar nesta ideia lúdica uma oficina de “Brinquedos e Brincadeiras”, com a construção e o uso de brinquedos recicláveis. As inscrições já estão abertas até o dia 22 de novembro, quando começa a oficina.

A oficina da construção e o uso de brinquedos recicláveis acontecerá entre os dias 22 e 23 de novembro no auditório da Livraria Paulinas, localizado na rua Joaquim Murtinho, 329, no Centro Histórico de Cuiabá, promovido pela Organização Cultural de Artistas Autônomos (OCAA) e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC-MT).

Serão 40 horas de aulas ministradas pelo contador de histórias profissional de São paulo, Carlos Godoy, formado pela União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (UMES/SP). Ele que também é ator, arte-educador e fundador da Cia Mapinguary, convidado pelas idealizadoras do projeto, a contadora de histórias da “terrinha de tchapa e cruz”, Alicce Oliveira, e pela produtora cultural Mazé Oliveira.

A oficina oferece certificado de participação e as inscrições podem ser feitas no site www.alicceoliveira.blogspot.com ou no local do evento. Mais informações pelos telefones (65) 9251-4119 e 3641-9197.

Para refletir!


Ex-namorado é igual vestido antigo, você olha as fotos e não acredita que um dia teve coragem de sair com aquilo.

Desconhecido

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Para refletir!


Às vezes pra continuar, não basta apenas virar a página, é preciso rasgá-las.

Desconhecido

X Festival Parecis de Danças inicia hoje no CTG

Hoje (18) inicia o X Festival Parecis de Danças no CTG Porteira da Tradição.


O festival é promovido pelo Governo Municipal e Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur) através do Departamento de Cultura, e segue até a quarta-feira (20), quando acontece a premiação dos melhores em cada modalidade e categoria. Acompanhe a programação e prestigie!

PROGRAMAÇÃO

Modalidade: Danças Clássicas
Categoria: Infantil

1 – Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Mar de Estrelas
Coreografia: Coisas Bonitas

2 – Das Oficinas de Balé Clássico do Ponto de Cultura Ninho do Sol
Coreógrafo: Fábio Lima
Grupo: Estrelas do Amanhã
Coreografia: Com o Meu Amor

3 - Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Corpus
Coreografia: Mundo das Princesas

4 – Das Oficinas de Balé do Cras Gira Sol Boa Esperança
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Jóia Rara
Coreografia: Mestre Chico

5 – Das oficinas de Balé Clássico do Ponto de Cultura Ninho do Sol
Coreógrafo: Fábio Lima
Grupo: Delicatta
Coreografia: Quantas Estrelas Têm no Céu?

6 – Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Tâmela Macene
Grupo: Raio de Luz
Coreografia: Encantada

7 - Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Balancê
Coreografia: Não Tenha Medo

8 – Das oficinas de Balé Clássico do Ponto de Cultura Ninho do Sol
Coreógrafo: Fábio Lima
Grupo: Anjos de Ouro
Coreografia: Largo

9 – Das oficinas de Balé do Cras Gira Sol Boa Esperança
Coreógrafa: Helem Margarida e Yodete Santos
Grupo: Encanto
Coreografia: Caderno

10 - Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Corpus
Coreografia: Acordando as Estrelas

11 - Das Oficinas de Balé do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Mar de Estrelas
Coreografia: Valor da Amizade

Modalidade: Danças Modernas
Categoria: Infanto-juvenil

12 - Da Corpus Academia
Coreógrafa: Raissa Del Barco
Grupo: Valcê
Coreografia: Marinheiros

13 – Do Programa Mais Educação da Escola Estadual Jardim das Palmeiras
Coreógrafo: Weleton Soares
Grupo: Bom Balanço
Coreografia: Show das Poderosas

14 – Do Instituto Luterano de Educação do Parecis
Coreógrafa: Raissa Del Barco
Grupo: Sonho Encantado
Coreografia: Cinderella

15 - Grupo: Axé Dance
Coreógrafo: Fábio Junior
Coreografia: Cheio de Intenção

16 - Das oficinas de Axé do Cras Gira Sol Boa Esperança
Coreógrafo: Weleton Soares
Grupo: Grupo Art Manha (axé)
Coreografia: Carnaval

17 – Da Igreja Assembléia de Deus Madureira
Coreógrafa: Raissa Del Barco
Grupo: El Shaday
Coreografia: Foi Por Você

18 – Da Escola Estadual Argeu Augusto de Morais – Distrito de Itanorte
Coreógrafa: Jocasta K. Gonçalves e Eduarda F. de Souza
Grupo: Dança Moderna

19 - Do Instituto Luterano de Educação do Parecis
Coreógrafa: Raissa Del Barco
Grupo: Arco - Irís
Coreografia: Dançando na Chuva

20 - Grupo: Axé Dance
Coreógrafo: Fabio Júnior
Coreografia: O Bonde Passou

21 - Do Programa Mais Educação da Escola Estadual Jardim das Palmeiras
Grupo: Bom Balanço
Coreógrafo: Weleton Soares
Coreografia: A Arte de Quebrar

22 – Da Corpus Academia
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Balancê
Coreografia: Mama Mia

Modalidade: Danças do Ventre
Categoria: Juvenil

23 - Grupo: Cia Kairo
Coreógrafo: Fabio Junior
Coreografia: Halibah (Adorada)

24 - Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Princesa Samaai
Coreografia: Adena (Nobre)

25 - Grupo: Shahlaa
Coreógrafo: Fabio Júnior
Coreografia: Rehena (Missericórdia)

26 – Do Projeto Ler Teatrando da E.E Padre Arlindo Ignácio de Oliveira
Coreógrafa: Daiane Rodriguês
Grupo: Alabina Duo
Coreografia: Falak (Estrelas)

27 - Grupo: Cia Kairo
Coreógrafo: Fabio Júnior
Coreografia: Deusas do Oriente

28 - Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Princesa Samaai
Coreografia: Aminah (Dona da Paz)

29 - Grupo: Allah Kashinnir
Coreógrafo: Fabio Júnior
Coreografia: Sonhos no Deserto

30 - Das Oficinas de Danças do Ventre do Centro Cultural
Coreógrafa: Franciele Almeida
Grupo: Khalili
Coreografia: Jahari (Jóia)

31 - Grupo: Shahlaa
Coreógrafo: Fabio Júnior
Coreografia: Hadassah (Símbolo de Vitória)

32 - Do Projeto Ler Teatrando da E.E Padre Arlindo Ignácio de Oliveira
Coreógrafa: Daiane Rodriguês
Grupo: Alabina Duo
Coreografia: Falak Farah (Estrela Alegre)

33 - Grupo: Allah Kashinnir
Coreógrafo: Fabio Junior
Coreografia: Princesas do Nilo