sexta-feira, 31 de maio de 2013

Eleição do Conselho Estadual de Cultura ocorre amanhã

Segue a lista de 172 nomes dos 43 municípios de Mato Grosso.


Por Assessoria SEC

Já estão disponíveis os nomes dos delegados municipais para eleição, no dia 01 de junho, das 8h às 18h, no Palácio da Instrução, dos conselheiros representantes da classe artística no Conselho Estadual de Cultura do Estado de Mato Grosso.

A gestão dos conselheiros eleitos será para o biênio de junho de 2013 a junho de 2015.

Para maiores informações sobre a relação dos delegados municipais e a data da eleição dos conselheiros, acesse: http://www.cultura.mt.gov.br/TNX/conteudo.php?sid=54&cid=4535

Mato Grosso sai na frente

Minutas dos Projetos de Lei já foram encaminhadas à Casa Civil.


Depois de mais de um ano promovendo reuniões, oficinas, vídeos-conferências, seminários, fóruns municipais e estaduais, a Coordenação de Elaboração do Plano Estadual de Cultura finaliza o trabalho de desenvolvimento do Sistema e do Plano Estadual de Cultura.

O trabalho começou no início de 2012, após assinatura do Termo de Cooperação Técnica celebrado entre a SEC-MT, o Ministério da Cultura e a Universidade Cultural de Santa Catarina, que teve por objeto dar suporte para a elaboração do Plano e do Sistema de Cultura em Mato Grosso.

Em um estado de dimensão continental como é Mato Grosso, foi oportuno estender os trabalhos e dar suporte também aos municípios. Desta forma, a equipe da Coordenação municiou de informações técnicas os gestores e agentes culturais municipais, encaminhando a necessidade real de adesão ao Sistema Nacional. Janete Riva, Secretária de Estado de Cultura, tem uma definição simples e pontual sobre a necessidade de alinhamento do Estado e dos municípios com o MINC: “a partir do próximo ano, o Ministério fará repasse aos municípios e estados da mesma forma que faz hoje, para a Saúde: fundo a fundo. Então, o município que se adequar, começará a receber subsídios do MINC para a realização do seu plano anual de eventos e ações culturais”.

O Sistema Estadual de Cultura será o principal articulador, em âmbito estadual, das políticas públicas de cultura, estabelecendo mecanismos de gestão compartilhada com a União, municípios e a sociedade civil. Já o Plano é um instrumento de gestão, pensado para ser executado em 10 anos, que juntamente com o Conselho Estadual de Política Cultural, Fundo Estadual de Fomento à Cultura, Comissão Intergestores Bipartite e Conferência Estadual de Cultura, constitui os componentes fundamentais do Sistema Estadual de Cultura.

No mesmo sentido que o Estado, os municípios devem ser organizar começando a dar corpo ao Sistema Municipal de Cultura, composto pelo órgão gestor da Cultura, Conselho Municipal de Política Cultural, Fundo Municipal de Cultura, Plano Municipal de Cultura e Conferência Municipal de Cultura. Há muito o que ser construído, e o debate democrático entre poder público e sociedade civil é o principal agente desta construção.

Na última semana, a Secretária Estadual de Cultura, Janete Riva, encaminhou à Casa Civil do Governo de Mato Grosso as minutas dos projetos de lei que criam o Sistema e o Plano Estadual de Cultura. Após essa primeira apreciação, ambos os projetos serão encaminhados à Assembléia Legislativa para aprovação.

Sou Fã - Anderson Ricardo e a seleção de viola

sábado, 25 de maio de 2013

Para refletir!


Vida

Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas
que eu nunca pensei que iriam me decepcionar,
mas também já decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
e amigos que eu nunca mais vi.

Amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
e quebrei a cara muitas vezes!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi!
E ainda vivo!
Não passo pela vida.
E você também não deveria passar!

Viva!!

Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é muito para ser insignificante.

Augusto Branco

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Para refletir!


Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém.
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim.
E ter paciência para que a vida faça o resto.

William Shakespeare

quinta-feira, 23 de maio de 2013

quarta-feira, 22 de maio de 2013

APAE de Campo Novo do Parecis participa do "Festival Regional Nossa Arte"


A APAE de Campo Novo do Parecis-MT participou ontem (21 de maio), do Festival Regional Nossa Arte, sediada na cidade de Tangará da Serra-MT. Haviam apresentações nas categorias de música, teatro, dança, dança folclórica, artesanato, artes visuais e literárias. Cinco APAEs estavam participando: Campo Novo do Parecis, Barra do Bugres, Sapezal, Nortelândia e Tangará da Serra.

Nossa APAE participou na categoria dança, com a Dança cigana “Ter Atitude é o que faz a Diferença - Existem apenas duas maneiras de ver a vida, uma é pensar que não existem milagres e a outra é que tudo é um milagre, se Deus encheu sua vida de obstáculos é porque ele acredita em sua capacidade de superação. Acreditar é essencial, mas ter atitude é que faz a diferença” orientada pela professora Nadja Barreto da Silva, apresentada pelos alunos: Anderson, Alexssandra, Carlos Eduardo, Maria Victoria e Uelinton, conquistando o 3º Lugar.

No hall de entrada do Centro Cultural ficaram expostos, para divulgação ao público e para avaliação dos jurados, os trabalhos de artesanato, artes visuais e artes literárias, trabalhos realizados pelos alunos das APAEs. O trabalho do Aluno Deymison dos Santos Cardozo de Campo Novo do Parecis, que estava participando na categoria arte visual, ficou em 4º Lugar.

As apresentações estavam belíssimas e emocionantes. Parabéns a APAE de Tangará da Serra-MT pelo evento, parabéns pelo trabalho dos alunos e profissional das APAEs que participaram e parabéns as APAEs vencedoras que irão representar nosso Conselho no Festival Estadual Nossa Arte.

Fonte: APAE Campo Novo do Parecis

Ninho do Sol convoca selecionadas no Processo Seletivo


A diretora presidente do Grupo de Teatro Ogan, Andressa Horst, CONVOCA as candidatas abaixo relacionadas para assumirem suas funções no Ponto de Cultura Ninho do Sol, conforme Processo Seletivo nº 02/2013 e 03/2013:

FERNANDA CARLA CARMINATTI - Agente cultural da Biblioteca
PATRÍCIA DÉBORAH DA SILVA - Oficineira de Artesanato
KATIUSSA FABRÍCIA RENTZ UBALDO - Oficineira de Teatro

As candidatas deverão comparecer às 7h do dia 27 de maio de 2013, à sede do Ponto de Cultura Ninho do Sol, sito à Rua Roberto Carlos Brólio, 342 NE, Bairro Jardim Nossa Senhora Aparecida, munidas de cópia legível da documentação a seguir:

Apresentação de atestado laboral;
Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS;
Apresentação do cartão do PIS/PASEP.

Para refletir!


Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.

Clarice Lispector

terça-feira, 21 de maio de 2013

Ouvir histórias e brincar torna seu filho mais inteligente na vida adulta

Pesquisa norte-americana mostrou que crianças que aos 4 anos viviam em um ambiente com mais livros e brinquedos tinham o córtex cerebral mais fino, o que está relacionado com maior inteligência na vida adulta.


Ao ler uma história para o seu filho, duas novas possibilidades se abrem. A primeira é a do conhecimento. E ela acontece quando vocês descobrem, juntos, como as formigas vivem, por exemplo. A segunda é a da imaginação, que se desenrola a cada cena do texto contado por você. Cada um pode imaginar e criar do jeito que quiser o palácio do rei ou o guarda-roupa de uma princesa.

Oferecendo essas duas possibilidades por meio dos livros e dos brinquedos – afinal, brincar também é criar uma história - você garante que seu filho seja mais inteligente no futuro. Essa foi a conclusão de um estudo feito pela Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, feito com 64 crianças, que foram acompanhadas desde o nascimento até completarem 20 anos.


LEIA MAIS: Ler para o bebê, sim!

Durante esse tempo, os especialistas avaliaram os estímulos que elas recebiam em casa. E, então, quando completaram 20 anos, foi realizada uma ressonância magnética cerebral. Pelo exame, os cientistas comprovaram que aquelas crianças que, aos 4 anos, viviam em um ambiente com mais livros e brinquedos - e pais que interagiam com elas - tinham o córtex cerebral mais fino, o que está relacionado com mais inteligência, ou seja, QI mais alto na vida adulta. Essa parte do cérebro desempenha um papel fundamental em funções complexas, como a memória, atenção, consciência, linguagem, percepção e pensamento.

A espessura do córtex cerebral sofre alterações ao longo da vida. As crianças mais novas têm o córtex mais grosso, mas, à medida que vão crescendo, as células que não são tão importantes são podadas, o que permite que o cérebro fique mais ágil.

Para o neuropediatra Mauro Muszkat, da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo, o cérebro pode sofrer mudanças de acordo com as experiências que vivemos durante a vida. “Por isso, quanto mais – e melhor - estímulos a criança recebe, mais conexões e sinapses cerebrais desenvolve”, diz Muszkat. E quanto mais estimulado, mais fino fica o córtex, e melhor o desempenho do cérebro do seu filho.


LEIA MAIS: Ler para o bebê aumenta vínculo entre mãe e filho

Em entrevista à Crescer, o bioengenheiro Brian Avants, um dos autores da pesquisa, conta que o estudo mostrou que os estímulos no ambiente doméstico durante a primeira infância, em especial aos 4 anos, enriquece o desenvolvimento do cérebro na idade adulta. “A psicologia já havia levantado essa questão, mas agora nossa pesquisa reafirma a longevidade do efeito, que altera até mesmo a estrutura do cérebro. Dessa forma, ter livros e brinquedos ao redor das crianças, além de pais que interagem e estimulam, são pontos importantes para o desenvolvimento”, completa Avants.

“É durante os primeiros cinco anos de vida que a criança tem mais facilidade para aprender e se familiarizar com novos hábitos. Por isso, quando os pais apresentam uma nova história, eles estão criando uma nova janela de oportunidade para que a criança goste de ler, de ouvir histórias, de aprender e imaginar”, diz a neuropediatra Saada Ellovitch, do Hospital Samaritano (SP).

Para aproveitar essa capacidade, é ainda melhor oferecer diferentes tipos de livros, porque cada um estimula um novo olhar. “Os de imagens ajudam a criança a construir uma nova história, aqueles com texturas e sons desenvolvem o tato e a audição. Há também os livros de mistério, suspense, contos de fadas, engraçados, de receitas, artesanato. Tudo conta e oferece um tipo diferente de estímulo”, diz Maria José Nóbrega, assessora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo.


Abaixo, você confere 10 dicas de como estimular a leitura aí na sua casa:

- Leia para o seu filho desde bebê - e junto com ele depois!

- Escolha os livros preferidos dele (e os que você mais gosta) ou procure ideias por temas. Pode ser uma seleção com contos de fadas, de dar medo, com animais...

- Permita que a criança manuseie livros. Se forem pequenos, eles vão amar os livros-brinquedos

- Monte uma estante de livros no quarto do seu filho. É importante que eles estejam sempre ao alcance das crianças - isso vai aproximá-los

- Converse sobre os livros, mas não explique a história. É preciso que a criança tire suas conclusões, crie, imagine....

- Invente suas próprias histórias. E permita que seu filho faça o mesmo. Uma dica: você pode começar uma e a criança continua

- A história que vocês inventaram também pode se transformar em um roteiro para teatro. Basta montar um palco improvisado, roupas diferentes e está pronto!

- Leve seu filho para passear em livrarias e permita que escolha os próprios livros

- Em um fim de semana qualquer, chame seu filho para arrumar o acervo de livros em casa. E aproveite a arrumação para descobrir aqueles que não eram lidos há tempos

- Dê o exemplo, leia e mostre a eles o quanto isso é bacana!

Fonte: Fernanda Gimenes, diretora pedagógica da escola Cidade Jardim Playpen

Para refletir!


"Penso em você 25 horas! É que vira e mexe, fazendo hora extra."

Anônimo

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Haoma

Para refletir!


Deus permite que esse mundo seja ruim, no limite que esse mundo ruim ainda permite que qualquer um faça o bem.

Neoq Jav

Assembléia para eleição de delegados acontece hoje


O Conselho Municipal de Política Cultural convoca toda a classe artística de Campo Novo do Parecis para a Assembléia Municipal, hoje (20.05), às 19 horas, no Centro Cultural, na Rua Severino Euflasino de Lima, 1206 NE, Bairro Nossa Senhora Aparecida.

O principal objetivo da Assembléia é a eleição dos delegados representantes da classe artística de Campo Novo do Parecis para a eleição dos conselheiros estaduais de Cultura de Mato Grosso. Mais informações pelo telefone: 3904 2095, na Secretaria Executiva do Conselho Municipal de Política Cultural.

domingo, 19 de maio de 2013

Como criar um plano estratégico para os estudos

Quer cumprir todas as suas metas de estudo? Veja como criar um plano estratégico.


1. Ponha seu objetivo no papel
Você vai começar o seu caminho para o sucesso quando definir um objetivo principal para você mesmo (por um, quatro ou mais anos). Seus sonhos devem ser postos em papel para concretizar uma ideia. É necessário definir quais as metas que devem ser cumpridas ao longo do trajeto para auxiliar a alcançar o seu objetivo.

2. Escolha metas
As metas servem para identificar o que precisa ser feito para conseguir cumprir a sua missão. Sempre existirão problemas em seu percurso, mas o importante é criar uma maneira de se proteger desses problemas – isso permite que você tenha mais tempo para fazer as suas tarefas.

3. Analise cada objetivo
Analise bem as metas estabelecidas e veja o que pode interferir no processo para conquistar esse objetivo. Sempre pense em uma maneira de conseguir contornar os problemas e se manter no caminho. Seja realista ao examinar a sua rotina e seus planos.

4. Crie objetivos
Os objetivos vão auxiliar para que você chegue ao sucesso. É por meio deles que você vai começar o caminho e continuar nele. Seus objetivos precisam ser criados a partir de sua rotina, que deve ter metas para melhorar o aproveitamento de suas horas de cada dia.

5. Avalie o seu progresso
É difícil definir uma boa estratégia na primeira tentativa. Ela vai se aprimorando conforme o que vai acontecendo ao longo do caminho. De acordo com seus objetivos é possível traçar um plano estratégico para ver se está alcançando suas metas.

Fonte: Universia Brasil
Reportagem Completa: http://bit.ly/10IMY7X

Para refletir!


O tempo é muito lento para os que esperam
Muito rápido para os que tem medo
Muito longo para os que lamentam
Muito curto para os que festejam
Mas, para os que amam, o tempo é eterno.

William Shakespeare

sábado, 18 de maio de 2013

Para refletir!


A vantagem de ter péssima memória é divertir-se muitas vezes com as mesmas coisas boas como se fosse a primeira vez.

Friedrich Nietzsche

Dança da Apae em Campo Novo do Parecis

Prefeitura realiza a 5ª Conferência Municipal de Cidades

A Conferência teve como tema: “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já!” e contou com a participação maciça da sociedades civil organizada, estudantes, autoridades, integrantes do poder público.


Realizada na manhã de quarta-feira (15/05) a 5ª Conferência Municipal das Cidades em Campo Novo do Parecis aconteceu no Plenário da Câmara de Vereadores para discutir melhores formas de se colocar em prática a reforma urbana da cidade.

A Conferência teve como tema “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana Já!” e contou com a participação da população cujo propósito foi promover e informar acerca das políticas públicas e investimentos e ainda, a formação e fortalecimento do Conselho das Cidades, que age como interlocutor das propostas aprovadas em plenárias, ampliando a participação popular.

A abertura do evento contou com uma emocionante participação da APAE que apresentou uma dança demonstrando a força e a superação diante as dificuldades.

Na sequencia, o prefeito municipal Mauro Valter Berft agradeceu e destacou a participação de toda a comunidade, como também da realização da Conferência que vem de encontro com o desenvolvimento do município e a vontade da população, com a presença dos jovens, futuro promissor de Campo Novo do Parecis. “É emocionante vermos a participação da população neste importante momento de decisão para a nossa cidade. Tenho certeza de que será um momento proveitoso, onde discutiremos o que realmente queremos para Campo Novo do Parecis nos próximos anos. Vivemos aqui um momento democrático onde alcançaremos juntos, resultados satisfatórios, com propostas sólidas para toda nossa população”, afirmou.

Em sua fala, a vice-prefeita, Edlamá Batista Marques, "Dila", parabenizou os alunos e demais participantes pela presença no evento e toda a equipe organizadora que não mediu esforços para a realização do evento. “Quero agradecer a participação e parabenizar cada um de vocês pela realização do evento”, disse.

Estiveram presentes no evento, secretários, vereadores, integrantes do poder público, da sociedade civil e entidades locais.

Teatro Ogan e o Conselho de Cidades

Na Conferência, o Teatro Ogan indicou a sua diretora presidente, Andressa Horst, para compor o referido conselho representando as Organizações Não Governamentais (ONG's).

Andressa Horst é arquiteta urbanista, formada pela Universidade de Mato Grosso (Unemat) - Campus de Barra do Bugres.

Fonte: Alessandra Costa Marques/AssCom

Democracia: para refletir! - Marina Silva morreu abraçada a Feliciano

Marina Silva faleceu politicamente hoje, 15 de maio, vítima de si própria.
Morreu abraçada ao irmão evangélico Marco Feliciano.


As linhas acima resumem o fato político mais importante do dia.

Num erro de avaliação impressionante, Marina Silva, numa viagem ao Recife, tomou a defesa de Feliciano. Disse que ele estava sendo atacado, em boa parte, por ser evangélico. Vou repetir. Disse que ele estava sendo atacado, em boa parte, por ser evangélico. Você pode checar aqui, neste vídeo.

Ora.

Feliciano, desde que irrompeu do anonimato, tem repetido barbaridades homofóbicas e racistas em sucessivas e despudoradas odes à intolerância e ao fanatismo. Quando já achávamos que ele tinha esgotado o estoque de obscurantismo agressivo, eis que aparece um vídeo no qual ele diz que Deus assassinou John Lennon porque não gostou de uma coisa que Lennon disse.

E com todo esse passivo brutal de posições que fazem mal à sociedade, Marina consegue dizer que a rejeição a Feliciano se funda mais na religião que na obra do pastor. “Quando penso em certas coisas que disse, invejo os mudos”, escreveu Sêneca, o grande filósofo estoico da Antiguidade romana.

Eis uma frase que cabe em Marina.

Para quem num certo momento surgiu como esperança de renovação política, não poderia haver desfecho mais patético do que falecer na bizarra defesa do que existe de mais vulgar, mais mistificador e mais atrasado na política brasileira, o pastor Feliciano.

O jornalista Paulo Nogueira, baseado em Londres, é fundador e diretor editorial do site de notícias e análises Diário do Centro do Mundo.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

"Concerto 10 Anos" Instituto Ciranda acontece dia 19

Biblioteca Pública divulga classificados no Concurso Municipal de Poesias 2013


Reuniram-se na tarde desta sexta-feira (17.05) na Biblioteca Pública Municipal, o Comissão Organizadora e as professoras Josicléia Pereira (pedagoga) e Marisa Rodrigues Batista (psicopedagoga), avaliadoras do VI Concurso Municipal de Poesias para decidirem sobre os vencedores do mesmo.

As poesias inscritas de "tema livre" da EM 04 de Julho, EM Professor Antonio Pereira, EE Madre Tarcila, EE Pe. Arlindo Ignácio de Oliveira, concorrentes nas categorias II, III e IV e a categoria livre foram avaliadas e chegou-se às seguintes classificadas (por ordem alfabética) sendo que a colocação será conhecida no Recital de Poesias 2013:

Categoria II (4º ao 6º ano) – classificadas:
  • Férias na fazenda – José Felipe Silva Justiniano da Costa (6º ano – EM 04 de Julho)
  • Orgulho Matogrossense – João Victor R. dos Santos (6º ano – EM 04 de Julho)
  • Quando o amor acontece – Mariana Mariá Pereira de Brum (6º ano – 04 de Julho)

Categoria III (7º ao 9º ano) – classificadas:
  • Imaginação – Marcia Eduarda Pastore (9º ano – EM 04 de Julho)
  • Minha escola – Erika Freitas Faneco (8º ano – EE Pe. Arlindo)
  • Saudade – Danielli dos Santos Rodrigues (9º ano – EE Pe. Arlindo)
  • Será só um sonho então? – Gabriela Scheer Avelino (9º ano – EM 04 de Julho)

Categoria IV (Ensino Médio) – classificadas:
  • Amor e Prazer – Jean Lúcio da Costa (2º ano – EE Pe. Arlindo)
  • É fácil amar em palavras – Uilian Cavalcante dos Santos (2º ano – EE Pe. Arlindo)
  • O começo de um fim – Emori Oliveira da Silva (2º ano – EE Madre Tarcila)

Categoria livre – classificadas:
  • Campo Novo do Parecis – Cledson Modesto
  • Rainha dos Lares – Eduardo Castelli
  • Vida Nordestina – Leni das Chagas Medeiros

O Recital de Poesias 2013 será realizado no dia 06 de junho, às 19h30, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Municípios têm até 14 de julho para realizar a conferência de cultura


A 3ª Conferência Nacional de Cultura (CNC), convocada pelo Ministério da Cultura no dia 17 do mês passado, será realizada em Brasília entre os dias 26 e 29 de novembro deste ano. Participarão da plenária nacional cerca de três mil delegados do poder público e da sociedade civil eleitos nas etapas municipais e estaduais em todo o Brasil.

Até o dia 14 de julho os municípios de Mato Grosso deverão realizar suas conferências municipais ou intermunicipais, quando há o agrupamento regional de municípios, para que possam participar das conferências estadual e nacional. Em cada conferência serão eleitos delegados, na proporção de 1/3 do poder público e 2/3 da sociedade civil, e escolhidas as propostas que serão discutidas na plenária estadual.

A conferência estadual, por sua vez, deverá ocorrer até o dia 15 de setembro. A realização das etapas municipais ou intermunicipais e estadual é condição indispensável para participação dos delegados de Mato Grosso na conferência Nacional.

A 3ª CNC tem como tema central “Uma Política de Estado para a Cultura: Desafios do Sistema Nacional de Cultura” e um dos objetivos principais é o fortalecimento da integração dos estados e municípios ao Sistema Nacional de Cultura.

Em Mato Grosso a primeira conferência será realizada no próximo dia 22 de maio no Centro Cultural de Alta Floresta com a participação dos municípios de Alta Floresta, Nova Monte Verde, Apiacás, Carlinda, Nova Bandeirantes e Paranaíta.

O Regimento Interno da 3ª CNC pode ser acessado clicando aqui.

Sistema Nacional de Cultura

O Sistema Nacional de Cultura (SNC) é um modelo de gestão criado pelo Ministério da Cultura (MinC) para estimular e integrar as políticas públicas culturais dos governos federal, estadual e municipal, melhorando assim as ações de articulação, gestão e circulação de informação entre essas entidades e a sociedade civil.

A adesão dos Estados e Municípios ao SNC se dá pela assinatura com o Ministério da Cultura de um Acordo de Cooperação Federativa. Neste Acordo estados e municípios se comprometem a criar seus sistemas de cultura, com fundo de cultura, plano de cultura e conselho de política cultural.

Um dos benefícios para estados e municípios que aderirem a SNC é recebimento de recursos diretamente do Fundo Nacional de Cultura para a realização de ações e obras na área da Cultura.

O Governo de Mato Grosso aderiu ao SNC no início do ano passado e até agora 71 municípios do estado já assinaram o Acordo. Ainda este ano será criado o Sistema Estadual de Cultura e instituído o Plano Estadual de Cultura.

Mais informações:
(65) 3613-0222 / 9983-6894

Democracia: para refletir! - Amar virou um ato de coragem


Se serviu para demonstrar que em muitos aspectos e em certos escaninhos a sociedade brasileira ainda pratica conceitos e ações dignos da idade média, o atual debate sobre a homofobia, tendo figuras inquisitoriais como os felicianos, malafaias e bolsonaros que muitos insistem em manter em evidência, ao menos permitiu que se fizesse um pouco de luz no sentido oposto ao propagado por estes cidadãos.

Cidadãos que, aliás, não honram esta condição, posto que rejeitam o conceito básico de cidadania segundo o qual a vida privada, se não fere a lei, diz respeito unicamente ao indivíduo.

A fobia pública destes personagens permanece gerando reação que felizmente indica alguma evolução neste setor. Figuras públicas resolveram assumir e propalar sua orientação sexual homo, outras tantas que merecem a atenção da mídia, embora "comportadas" dentro dos padrões aceitos pelos preconceituosos, passaram a apoiar publicamente esta que, graças aos homofóbicos, tende a se tornar uma causa mais e mais apoiada.

Com a ajudinha sempre providencial das mídias sociais, claro.

Aliás, nestas mídias - Facebook e Twitter à frente - surgiu um movimento que deixa evidente que revelar o amor, em pleno século 21, é considerado um ato de coragem. Tem-se tratado aqueles que simplesmente dizem em alto e bom som que amam (uma pessoa do mesmo sexo, que seja!) como se fossem heróis.

Ok, a sociedade brasileira está muito mais próxima da Grã-Bretanha de Oscar Wilde, perseguido e aniquilado por conta de seu comportamento pessoal em nome o "amor que não ousa dizer seu nome" do que dos EUA em que o presidente fala de "nossos irmãos gays".

Mas avança-se.

Infelizmente este debate dá sobrevalor a políticos que se por isso não fosse estariam recolhidos à mais adequada insignificância.

Que seja.

Há que se esclarecer, tolerar, respeitar, superando-se as bobagens do tipo "ditadura gay" e passando todos a levar a vida que lhes convier.

O problema é que muita gente ainda tem medo, repetindo Wilde outra uma vez, de versos como:

"E ambos, nessa atração de semelhantes,
Num cingir de músculos, os amantes
Ergueram-se aos portais da transcendência."

Luiz Caversan é jornalista e consultor na área de comunicação corporativa. Foi repórter especial, diretor da sucursal do Rio da Folha, editor dos cadernos "Cotidiano", "Ilustrada" e "Dinheiro", entre outras funções. Escreve aos sábados no site da Folha.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Democracia: para refletir! - Quem precisa de cura?

Perguntinha (im) pertinente que circulou esta semana nas redes sociais: o tal "pastor" preso no Rio é acusado de mais de 20 estupros, assediava costumeiramente as fiéis, promovia orgias num big apartamento de Copacabana e quem precisa de cura são os gays?

Sim, porque é este tipo de "religioso", cujo representante maior é o deputado Feliciano, que propaga a imensa, incomensurável besteira que é classificar como uma doença o que na verdade é uma orientação sexual pessoal e de foro íntimo.

Escolher ou não como companheiro/a uma pessoa do mesmo sexo só diz respeito a quem toma esta decisão, a mais ninguém. Tanto que a Justiça estadual de praticamente metade dos Estados brasileiros já reconheceu isso e aceita o casamento de pessoas do mesmo sexo.

Trata-se, portanto, de questão cível, não é da conta e não tem nada a ver com estes líderes das trevas, que extravasam em alto e bom som sua ignorância como se esta fosse uma dádiva dos céus.

Seria interessante agora o Feliciano, o Malafaia e seus pares virem a público para explicar o que se passa na cabeça de um sujeito assim, que eles mesmos tantas vezes incensaram.

Ambos não podem, é claro, ser responsabilizados pelas eventuais atitudes criminosas de Marcos Pereira da Silva, mas certamente são coniventes com as besteiras que ele propaga.

O que dizem agora sobre seu comportamento?

Será que tem cura?

Luiz Caversan é jornalista e consultor na área de comunicação corporativa. Foi repórter especial, diretor da sucursal do Rio da Folha, editor dos cadernos "Cotidiano", "Ilustrada" e "Dinheiro", entre outras funções. Escreve aos sábados no site da Folha.

Campo Novo participa de Encontro Nacional de Turismo

Em continuidade às comemorações dos 10 anos do Ministério do Turismo, ocorrerá nos dias 15 e 16 de maio, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília/DF, o Encontro Nacional de Turismo.


No dia 15 de maio, a partir das 19 horas, será realizada solenidade de abertura do evento, que marcará a retomada do “Programa de Regionalização do Turismo”. Após a cerimônia será oferecido um coquetel aos participantes.

No dia 16 de maio, no período da manhã e da tarde, serão realizadas oficinas de trabalho envolvendo diversos temas, programas e projetos do Ministério do Turismo.

O evento tem como público principal Gestores Públicos, Instâncias de Governança, Conselhos Municipais e Estaduais de Turismo e Academia.

Campo Novo do Parecis será representado no evento pelo secretário de Cultura e Turismo, Vanderlei César Guollo e pela diretora de Turismo, Taís Maiara da Rosa, que buscam informações sobre o Programa de Regionalização do Turismo e contatos para o desenvolvimento deste setor em nosso município.

O Programa de Regionalização do Turismo

Lançado em 2004, o Programa de Regionalização do Turismo é uma diretriz estruturante do Ministério do Turismo que organiza o território brasileiro em regiões turísticas, como base para planejamento, ordenamento e promoção do desenvolvimento territorial integrado.

Em 2010, o programa passou por um processo de avaliação que envolveu um amplo conjunto de atores estratégicos, instituições e beneficiários, que estiveram direta ou indiretamente vinculados à sua implementação, selecionados em todas as regiões de País.

Os resultados da avaliação apontaram a necessidade de avanços, principalmente nas ações de implementação do programa. Nesse contexto, a Coordenação-Geral de Regionalização realizou, de forma participativa, um amplo debate acerca da reestruturação dos seus processos, projetos e ações.

Além do debate promovido com os stakeholders do programa, realizou-se também uma consulta pública acerca da proposta de reestruturação, que teve como resultado cerca de 400 contribuições nos 30 dias que ficou disponível no portal do Ministério do Turismo.

Resultado deste esforço, os ajustes do Programa de Regionalização do Turismo, referentes às suas estratégias, componentes e inovações serão apresentadas no Encontro Nacional de Turismo.

Programação

15/05/2013 - Solenidade

19h – Solenidade de abertura do Encontro Nacional de Turismo

16/05/2013 - Oficinas

09h às 10h30 - Programa de Regionalização do Turismo
11h às 12h30 - Índice de Competitividade do Turismo Nacional

14h às 15h45 - Infraestrutura Turística
14h às 15h45 - Promoção Turística
14h às 15h45 - Qualificação dos Profissionais, dos Serviços e da Produção Associada
14h às 15h45 - Gestão Descentralizada do Turismo

16h15 às 18h - Informação ao Turista
16h15 às 18h - Monitoramento
16h15 às 18h - Planejamento e Posicionamento de Mercado
16h15 às 18h - Empreendedorismo e Promoção de Investimentos

Quem muda a cidade somos nós!

terça-feira, 14 de maio de 2013

Democracia: para refletir! - Chega de meios termos: homofobia é crime, sim.


Se não está previsto em lei ainda é porque nós somos atrasados em tudo ou quase. Se ainda não existe um movimento consistente, maduro e efetivo contra as barbaridades que se cometem em nome do “eu não gosto do jeito que você leva sua vida” é porque somos acomodados, para não dizer acovardados, na ideia arcaica de que afinal este é o velho e bom país da cordialidade. Balela.

Vivemos num tempo de retrocesso e assistimos calados ou apenas manifestando nosso pasmo a uma inédita escalada da violência. Violência típica da idade média. Ou haveria época mais sinistra em que um pai tem a orelha decepada (deve estar em alguma prateleira de troféus…) porque estava abraçado ao filho e foi “confundido” com um gay? Progredimos tanto para chegar a isso?

Este episódio foi tratado pela imprensa em geral com rara insensibilidade, como uma banalidade do dia-a-dia, ou, no linguajar dos boletins de ocorrência de antigamente, como uma “desinteligência”. Não, foi barbárie mesmo! Ah, os caras antes de descer o cacete perguntaram a pai e filhos se eles eram gays. E os coitados nem eram!

Ou seja, se fossem, tudo bem?

Mesmo que os animais tenham partido para cima desses dois infelizes porque não gostaram da cor da camisa que eles estavam usando, ou por causa do corte do cabelo, o “grito de guerra” foi anti-gay e certamente partiu da velha máxima de que “viado tem mais é que tomar porrada”.Um garoto quase fica cego na avenida Paulista agredido com uma lâmpada fluorescente, um rapaz perde os dentes na porta de uma boate por causa de um soco inglês, outro é esfaqueado sem nem saber de onde nem porque, agora aparece este “caçador de orelhas”.

O que mais?

Eis onde nos encontramos, senhoras e senhores, em plena idade das trevas, acessível pelo seu smart-phone, Ipad ou por sua televisão de led 3G. Aproveitem!

Luiz Caversan, 55 anos, é jornalista, produtor cultural e consultor na área de comunicação corporativa. Foi repórter especial, diretor da sucursal do Rio da Folha, editor dos cadernos Cotidiano, Ilustrada e Dinheiro, entre outros. Escreve aos sábados para a Folha.com

Vídeo documentário de Mato Grosso sobre garimpo é premiado em Roma

A vida, o cotidiano e a herança da época vindoura do diamante em Poxoréu são destaques em festivais de cinema nacional e internacional.


A arte itinerante de Poxoréu, a 250 km de Cuiabá, está rendendo bons frutos ao município mato grossense com o vídeo documentário “Buracos – A herança do garimpo”, produzido pelo projeto da Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC), “Ponto de Cultura”. A produção foi premiada em Roma e está concorrendo outros títulos no “Festival É Tudo Verdade”, em São Paulo, e outro em Israel.

Trata-se de uma co-produção ítalo-brasileira realizada pelo “Ponto de Cultura Arte Itinerante” de Poxoréu, cujo diretor é italiano, Mateo ferarini, e o produto é a história de Poxoréu e a população local com depoimentos instigantes sobre a era do garimpo e o auge do diamante.

“Este é um material para participar de festival, ou seja, ele ainda não foi divulgado por exigir ser inédito o filme e assim poder concorrer. Há seis meses estamos participando de festivais nacionais e internacionais”, explicou o coordenador cultural da Associação Partilhar, Gian Piero, também italiano e responsável pelo Ponto de Cultura do município em questão.

Ação Itinerante

Existem ao todo 36 ações do “Ponto de Cultura Arte Itinerante” no Estado de Mato Grosso. Em Poxoréu o foco do projeto são as artes plásticas e o áudio visual. Ainda atua com as artes cênicas, devido o pólo central de teatro ser em Primavera do Leste, município vizinho. Além de oficinas de desenho, pintura em tela, viola caipira, dança catira e artesanato de sementes, que se expandem para as cidades de Rondonópolis, Campo Verde e demais próximas.

A expectativa é atender somente em Poxoréu 1200 pessoas, entre crianças e adultos, nas atividades culturais. “Além de capacitá-las, o Ponto de Cultura é um agente de transformação”, complementou a coordenadora de Ação Artístico Cultural da SEC, Cintia Mattos.

O projeto é de três anos com um investimento total de R$ 180 mil, pela SEC e Ministério da Cultura (Minc), dividido em parcelas iguais a cada ano.

Informações: SEC-MT

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Recursos para Pontos de Cultura estão liberados

Vinte e cinco municípios são atendidos pelo projeto de descentralização da cultura em Mato Grosso.


Já está disponível o repasse do recurso de R$ 60 mil para cada “Ponto de Cultura”, projeto da Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC) e do Ministério da Cultura (Minc), aguardado desde o ano passado. São 36 Pontos de Cultura, cujo repasse está sendo feito por meio da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) em conjunto com a SEC.

Porém, para que cada unidade receba o valor é preciso que os Pontos de Cultura estejam habilitados com as certidões plenas no Sistema de Gerenciamento de Convênio (Sigcon) e estejam com as prestações de contas homologadas.

Para a coordenadora dos Pontos de Cultura, Cinthia Mattos, as unidades são importantes para a descentralização da cultura no Estado, nos 25 municípios em que os Pontos de Cultura atendem.

Mais informações pelo telefone 3613-0216

Por Beatriz Saturnino - Assessoria SEC

Campo Novo do Parecis e o Ninho do Sol

Apesar de a informação ter sido divulgada no site da SEC-MT no dia 10 de maio, às 16h14, o Ponto de Cultura Ninho do Sol e outros pontos de cultura de Mato Grosso ainda não receberam o repasse até o presente momento.

CONVOCAÇÃO


O Conselho Municipal de Política Cultural convoca toda a classe artística de Campo Novo do Parecis para a Assembléia Municipal, no dia 20 de maio de 2013, às 19 horas, no Centro Cultural, na Rua Severino Euflasino de Lima, 1206 NE, Bairro Nossa Senhora Aparecida.

O principal objetivo da Assembléia é a eleição dos delegados representantes da classe artística de Campo Novo do Parecis para a eleição dos conselheiros estaduais de Cultura de Mato Grosso. Mais informações pelo telefone: 3904 2095 na Secretaria Executiva do Conselho Municipal de Política Cultural.

Dez maneiras de contribuir para uma infância sem racismo

Dez maneiras de contribuir para uma infância sem racismo, segundo o Unicef no Brasil:


01 - Não deixe de denunciar. Em todos os casos de discriminação, você deve buscar defesa no conselho tutelar, nas ouvidorias dos serviços públicos, na OAB e nas delegacias de proteção à infância e adolescência. A discriminação é uma violação de direitos.

02 - Proporcione e estimule a convivência de crianças de diferentes raças e etnias nas brincadeiras, nas salas de aula, em casa ou em qualquer outro lugar.

03 - Não classifique o outro pela cor da pele; o essencial você ainda não viu. Lembre-se: racismo é crime.

04 - Se seu filho ou filha foi discriminado, abrace-o, apoie-o. Mostre-lhe que a diferença entre as pessoas é legal e que cada um pode usufruir de seus direitos igualmente. Toda criança tem o direito de crescer sem ser discriminada.

05 - Textos, histórias, olhares, piadas e expressões podem ser estigmatizantes com outras crianças, culturas e tradições. Indigne-se e esteja alerta se isso acontecer!

06 - Eduque as crianças para o respeito à diferença. Ela está nos tipos de brinquedos, nas línguas faladas, nos vários costumes entre os amigos e pessoas de diferentes culturas, raças e etnias. As diferenças enriquecem nosso conhecimento.

07 - Valorize e incentive o comportamento respeitoso e sem preconceito em relação à diversidade étnico-racial.

08 - Muitas empresas estão revendo sua política de seleção e de pessoal com base na multiculturalidade e na igualdade racial. Procure saber se o local onde você trabalha participa também dessa agenda. Se não, fale disso com seus colegas e supervisores.

09 - Órgãos públicos de saúde e de assistência social estão trabalhando com rotinas de atendimento sem discriminação para famílias indígenas e negras. Você pode cobrar essa postura dos serviços de saúde e sociais da sua cidade. Valorize as iniciativas nesse sentido.

10 - As escolas são grandes espaços de aprendizagem. Em muitas, as crianças e os adolescentes estão aprendendo sobre a história e a cultura dos povos indígenas e da população negra; e como enfrentar o racismo. Ajude a escola de seus filhos a também adotar essa postura.

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Parabéns Teatro Ogan!


Espetáculo "O Morto-Vivo" - 1997

Oitavo espetáculo do Teatro Ogan, apresentado no Salão Paroquial São Cristóvão, sob direção de Van César.

Parabéns Teatro Ogan!


Espetáculo "Floreza: Encantos do Lago" - 1997

Sétimo espetáculo do Teatro Ogan, apresentado no Salão Paroquial São Cristóvão, de autoria e direção de Van César.

Espetáculo classificado na I Mostra do Pólo Médio Norte de Teatro, em Tangará da Serra.

Primeiro espetáculo premiado do grupo, no VI Festival Matogrossense de Teatro, em Rondonópolis.

Primeiro espetáculo a participar de um festival nacional, o XVII Festiminas - Festival Mineiro Nacional de Teatro, em Belo Horizonte-MG.

Parabéns Teatro Ogan!


Espetáculo "Rapunzel" - 1996

Quinto espetáculo do Teatro Ogan, apresentado no Salão Paroquial São Cristóvão, sob direção de Van César.

Elenco:
Alexandre - Pai
Cleonice Batista de Souza - Mãe
Marcos Aparecido da Silva - Príncipe
Marilete Scherer - Rapunzel
Jorseane Ferreira - Fada
Cleide Rodrigues - Fada
Marilene Scherer - Fada
Silvio Fulaneto - Espírito dos bosques
Sandro Luiz Müller - Duende
Vanderlei César Guollo - Bruxa

Parabéns Teatro Ogan!


Espetáculo "La Mexicu" - 1996

Quarto espetáculo do grupo, apresentado no Salão Paroquial São Cristóvão, de autoria e direção de José Arnaldo da Silva - Bel.

Parabéns Teatro Ogan!


Espetáculo "Urucubaca: Um feitiço na Casa Real" - 1996

Terceiro espetáculo do Teatro Ogan apresentado no Salão Paroquial São Cristóvão, sob direção de José Arnaldo da Silva - Bel.

Elenco:
Tatiane Fedrizzi - Princesa
Sandro Luiz Müller - Bobo
Anderson Elias Siebert - Rei
Cleonice de Souza Batista - Aia
Marcos Aparecido da Silva - Guarda real
José Arnaldo da Silva - Irmão mais velho
José Humberto de Lima - Irmão do meio
Marilene Scherer - Mãe
Vanderlei César Guollo - Mãe Santinha

Parabéns Teatro Ogan!



Espetáculo "O Velório" - 1995

Espetáculo de estréia dirigido por João Batista Pérez e apresentado no Salão Paroquial São Cristóvão.

Elenco:
Marcos Aparecido da Silva - Morto
João Batista Pérez - Amante do morto
Edilo Gomes Rodrigues - Amigo do morto
José Humberto de Lima - Amigo do morto
Cleide Rodrigues da Silva - Amante do morto
José Arnaldo da Silva - Padre
Marilete Scherer - Esposa do morto
Marilene Scherer - Filha do morto
Vanderlei César Guollo - Bêbado
Jorseane Ferreira - Vizinha fofoqueira
Marisete Dias dos Santos - Amiga do morto
Sandro Luiz Müller - Filho do morto
Zeidemar Nattali - Amigo do morto

Teatro Ogan comemora 18 anos dedicados à arte!

Primeira de uma sequencia de postagens durante todo o dia de hoje, mostrando a caminhada deste grupo até se firmar como uma referência do teatro e da cultura no Mato Grosso.


Reconhecido como de Utilidade Pública pela Lei Municipal nº 1.362, de 04 de maio de 2010, e incorporado à Lei Municipal nº 1.489, de 10 de abril de 2012, que Concede Subvenção Social a Entidades Sociais, o Teatro Ogan está registrado no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente sob o Registro nº 006, e está registrado no Ministério do Desenvolvimento Social – SAA desde 2011.

Com mais de 20 espetáculos e performances montados, o Teatro Ogan já recebeu prêmios em festivais e concursos regionais e estaduais. Em 1997 participou do XVII Festiminas - Festival Mineiro Nacional de Teatro, em Belo Horizonte-MG; em 2011 e em 2013 participou das edições do Fringe, mostra que faz parte do Festival de Teatro de Curitiba, no Paraná.

Em parceria com o Governo Municipal o Teatro Ogan promove o Femute – Festival Municipal de Teatro de Campo Novo do Parecis. Juntamente com a Apae, é promovido o FEsTeatro - Festival Estudantil de Teatro, direcionado à inclusão do deficiente na família, escola e comunidade; e o Teatro Ogan promove também o EncenArte – Festival de Cenas Curtas, comemorando o aniversário do grupo. Outro grande festival promovido pelo Teatro Ogan em parceria com o Governo Municipal é o FEsCanção – Festival Estudantil da Canção, com grande participação das escolas e comunidade.


O Ponto de Cultura Ninho do Sol

O Ponto de Cultura Ninho do Sol é uma iniciativa do Teatro Ogan patrocinado pelo Governo Federal e Ministério da Cultura - Programa Mais Cultura, através do Governo do Estado de Mato Grosso e Secretaria de Estado de Cultura, apoiado pela Prefeitura e Câmara Municipal de Campo Novo do Parecis.

Suas diretrizes estão voltadas para a preservação do patrimônio histórico e cultural, divulgação da cultura indígena, execução de oficinas de arte e artesanato, criação de uma biblioteca comunitária e promoção de eventos culturais. Dentro do território de atuação e comunidade, as ações do Ninho do Sol estão centradas em características socioculturais, socioeducacionais, socioeconômicas e socioambientais.

São oferecidas anualmente mais de 400 vagas nas oficinas de artes cênicas, cultura afro, artesanato e música. Em seu primeiro ano de atuação foram atendidos 503 aprendizes nas oficinas de arte e artesanato e estima-se que 8.700 pessoas tiveram acesso aos eventos promovidos pelo ponto de cultura e seus parceiros. Em seu segundo ano, os números aumentaram e foram atendidos 647 aprendizes nas oficinas de arte e artesanato e mais de 12.700 pessoas tiveram acesso aos eventos culturais.

O Ninho do Sol vem somar ações que integram comunidade, terceiro setor, iniciativa privada e poder público nas suas três esferas de atuação, auxiliando na formação de crianças e jovens, oferecendo lazer e atividades saudáveis, aumentando a renda da população mais carente, promovendo a inclusão social e a integração de culturas, melhorando a qualidade de vida de todos, enfim, promovendo cidadania.

A Biblioteca Comunitária Mãe Branca

A Biblioteca Comunitária Mãe Branca, inaugurada em 19 de maio de 2010, é parte integrante das ações do Ponto de Cultura Ninho do Sol. Com ela a comunidade pode usufruir mais um espaço cultural para fortalecer o hábito da leitura indagadora, reflexiva e crítica como forma de construção da cidadania.

Seu acervo conta com mais de 3.000 livros direcionados especialmente à criança e ao adolescente, além de um acervo com fantoches e jogos pedagógicos. Dentre os muitos doadores destacamos Marília Pereira (in memorian), carinhosamente chamada de “Mãe Branca” dos Paresi-Haliti, homenageada deste espaço cultural. A Biblioteca Comunitária Mãe Branca atende um público médio de 400 usuários (mês), desenvolvendo com os mesmos inúmeras atividades semanais, e participa de eventos culturais buscando sempre a valorização do ser humano:
  • Hora do Conto;
  • Fazendo Arte;
  • Roda de Leitura;
  • Momento de Brincar;
  • Cine Criança.
Registrada no Sistema Estadual e no Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, a mesma foi selecionada no Programa do Livro Popular FBN 2011, o que permitiu dinamizar ainda mais seu acervo literário.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Teatro Experimental conta com sua sede própria


Prestes a completar 25 anos de atuação, o Teatro Experimental de Alta Floresta já está ocupando a sua sede própria, o prédio ainda em fase de construção foi erguido graças ao empenho dos integrantes do grupo, que por meio de apresentações e outras ações angariou recursos para a obra.

O prédio foi construído na perimetral Rogério Silva em um terreno doado pelo poder público. Segundo Ronaldo Adriano, um dos integrantes mais antigos do Teatro Experimental, a primeira fase do projeto já foi concluída, o objetivo ainda é construir uma área coberta aos fundos do prédio, onde poderão ser ministradas oficinas e outras atividades do grupo.

No espaço, funcionará uma biblioteca cultural, com livros que tratam sobre o teatro e cultura, a biblioteca será aberta ao público. Ronaldo acredita que em 2013, novas melhorias deverão ser executadas no prédio.

“O grupo está prestes a completar 25 anos de atividade, hoje passamos a contar com essa sede própria e objetivo e no ano que vem promover outras melhorias neste local que passa a ser do patrimônio do teatro altaflorestense”, acrescentou.

Por Clay Jr.

Prefeito assina Decreto do Fundo de Incentivo à Cultura

Mais um importante passo é dado na institucionalização do Sistema Municipal de Cultura de Campo Novo do Parecis com a aprovação do Decreto regulamentador do Fundo de Incentivo à Cultura.


Inscrições rupestres na Caverna da Prainha, patrimônio municipal

Através da Lei nº 1.398, de 23 de dezembro de 2010, Campo Novo do Parecis é pioneiro no Mato Grosso na institucionalização do Sistema Municipal de Cultura (SMC), integrando as políticas públicas voltadas à cultura do nosso município com o Estado e a União.

Grandes passos foram dados desde então, como a realização de uma Pré-Conferência, de oito Fóruns Setoriais e da 1ª Conferência Municipal de Cultura cujo objetivo foi a discussão das demandas da classe artístico-cultural para a construção do Plano Municipal "Cultura na Terra do Parecis" (desde 2011) e da criação da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secultur), em janeiro de 2012.

Com a participação efetiva do Conselho Municipal de Política Cultural em todo esse processo, foi aprovado o Decreto Executivo nº 045, de 03 de maio de 2013, que aprova o Regimento do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura, regulamentando esse importante órgão de apoio às questões culturais e estando nosso município apto a receber os recursos do Fundo Nacional e do Fundo Estadual de Fomento à Cultura de Mato Grosso.

Dessa forma, nosso município está em sua fase final na institucionalização de suas políticas públicas na área da cultura, sendo necessário apenas a aprovação do Plano Municipal de Cultura.

Sistema Nacional de Cultura em Mato Grosso



O Sistema Nacional de Cultura (SNC) é um modelo de gestão criado pelo Ministério da Cultura (MinC) para estimular e integrar as políticas públicas culturais dos governos federal, estadual e municipal, melhorando assim as ações de articulação, gestão e circulação de informação entre essas entidades e a sociedade civil.

A adesão dos estados e municípios ao SNC se dá pela assinatura com o Ministério da Cultura de um Acordo de Cooperação Federativa. Neste Acordo estados e municípios se comprometem a criar seus sistemas de cultura, fundo de cultura, plano de cultura e conselho de política cultural.

Um dos benefícios para estados e municípios é a transferência direta de recursos do Fundo Nacional de Cultura aos fundos estaduais e municipais. Mas para que haja o benefício, estados e municípios precisam aderir ao SNC e criar seus sistemas de cultura.

O Governo de Mato Grosso aderiu ao SNC no início do ano passado e até agora 71 municípios do Estado já assinaram o Acordo. Ainda este ano será criado o Sistema Estadual de Cultura e instituído o Plano Estadual de Cultura.

Por Rômulo Fraga - SEC-MT

Mato Grosso é lindo! - Parabéns Mato Grosso

terça-feira, 7 de maio de 2013

Para refletir!


A chave pende na ponta
dos olhos
e dentro de cada porta
assombra a proposta
de futura solidão:
torta, torpe, falsa
direção a encastelar
a alma.
A chave deveria manter
a porta aberta, a mente alerta, a rua cheia
pra que a alegria encontre
(doidivana, meio insana)
onde pousar.

Bete Amorim

TCE-MT realiza palestras e oficinas para conselhos


Objetivando a celeridade, proximidade e a promoção de diálogo com a sociedade local, com o levantamento das demandas sociais, o Tribunal de Contas de Mato Grosso realizou em Campo Novo do Parecis nesta terça-feira (07/05) palestras e oficinas para complementar o Planejamento Estratégico desenvolvido no município juntamente com o Tribunal de Contas de Mato Grosso.

O evento aconteceu no auditório da Escola Nossa Senhora Aparecida e contou com a realização de oficinas tendo como público-alvo a comunidade, neste caso representados pelo prefeito, secretários, Conselhos Municipais, vereadores, e participantes de entidades e clubes de serviço, que atuam diretamente com as comunidades.

Na solenidade de abertura, o prefeito de Campo Novo do Parecis, Mauro Valter Beft, destacou e agradeceu a presença de toda equipe do Tribunal de Contas e a importância dessa nova visão do TCE-MT, “Agradecemos o apoio e o incentivo que o TCE-MT vem disponibilizando aos municípios com esse planejamento, e na elaboração e execução do PDI do nosso município” disse.

A primeira palestra foi ministrada pelo coordenador do PDI do TCE-MT, Irapuan Noce Brazil, que explanou sobre o programa, destacando que as orientações acontecerão nos 12 municípios que aderiram ao Plano, com apoio técnico do TCE-MT na elaboração do Planejamento Estratégico, que iniciou nos municípios em fevereiro deste ano.

Um dos principais temas tratados no encontro foi ministrado pela secretária de Articulação Institucional, Cassyra Vuolo, que destacou o trabalho que vem sendo realizado pelo TCE e o objetivo do PDI, que incentiva o acesso a informação e à consciência cidadã. "O objetivo do TCE-MT está em realizar ações quanto ao estímulo à participação social, estando assim mais perto dos conselhos, da sociedade, podendo assim, dar voz a eles e às suas demandas", frisou.

Durante toda a manhã foram apresentados e discutidos assuntos voltados a políticas públicas, aos servidores públicos, gestores, ouvidores e controladores internos para que sejam inseridos no PDI que está sendo elaborados pelo Executivo e assim, incluídos no Plano Plurianual -PPA.

Outro assunto tratado no encontro foi sobre a Lei de Incentivo de Acesso à Informação, com palestra ministrada pela secretária executiva da Ouvidoria Geral do TCE-MT, Naíse Godoy de Campos Silva Freire. Ela destacou o objetivo de clareza nas ações de informações e a criação e o funcionamento das Ouvidorias, do Serviço de Informação ao Cidadão (SIC) e do Portal Transparência. Na oficina novas metas e diretrizes foram repassadas aos gestores da Prefeitura e Câmara. "Precisamos que os gestores despertem para o fato de que a Lei de Acesso à informação precisa ser cumprida, para isso, o TCE-MT fez um cronograma de adequações e oferece os sistemas gratuitos e a capacitação para o funcionamento dessas metas", explicou.

O município de Campo Novo do Parecis é um dos 20 municípios mato-grossenses que aderiram ao Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado – PDI e pela primeira vez estão desenvolvendo o Planejamento Estratégico. O PDI tem o objetivo de transferir práticas de gestão e tecnologia aos municípios de Mato Grosso, entre elas, a implantação do Planejamento Estratégico.

Fonte: Alessandra Costa Marques – Assessoria de Comunicação/Prefeitura de Campo Novo do Parecis

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Para refletir!


Pensando bem em tudo o que a gente vê e vivencia
e ouve e pensa, não existe uma pessoa certa pra gente.
Existe uma pessoa que se você for parar pra pensar é, na verdade, a pessoa errada.
Porque a pessoa certa faz tudo certinho!
Chega na hora certa, fala as coisas certas, faz as coisas certas,
mas nem sempre a gente tá precisando das coisas certas.

Aí é a hora de procurar a pessoa errada.

A pessoa errada te faz perder a cabeça, perder a hora, morrer de amor...
A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar
que é pra na hora que vocês se encontrarem
a entrega ser muito mais verdadeira.
A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa.
Essa pessoa vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas.
Essa pessoa vai tirar seu sono.
Essa pessoa talvez te magoe e depois te enche de mimos pedindo seu perdão.
Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado,
mas vai estar 100% da vida dela esperando você.
Vai estar o tempo todo pensando em você.
A pessoa errada tem que aparecer pra todo mundo,
porque a vida não é certa.

Nada aqui é certo!

O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo, amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo, querendo, conseguindo...

E só assim, é possível chegar àquele momento do dia em que a gente diz: "Graças à Deus deu tudo certo."
Quando na verdade, tudo o que Ele quer é que a gente encontre a pessoa errada pra que as coisas comecem a realmente funcionar direito pra gente...

Luis Fernando Veríssimo