terça-feira, 30 de abril de 2013

Para refletir!



"Mude. Isto tem o poder de enobrecer, curar, estimular, surpreender, abrir novas portas, trazer experiência nova e criar excitação na vida. Certamente vale o risco."

Leo Buscaglia

(Indicação de Karla Santana - via Facebook)

Agro Amazônia Máquinas apresenta teatro na APAE


Na última quarta e quinta-feira (24 e 25 de abril), os funcionários da empresa Agro Amazônia Máquinas doaram um pouquinho de seu tempo para divertir os alunos da APAE. Eles realizaram uma apresentação de fantoches com a historinha dos "Três Porquinhos", sendo que no final da apresentação foi doada para a APAE uma coleção de livros de histórias infantis.

A APAE agradece a empresa Agro Amazônia Máquinas pelo belíssimo gesto de amor e carinho para com a Entidade. "É bom saber que temos pessoas com quem podemos contar. Pessoas que acolhem e apoiam a causa APAEana e estão sempre prontas para colaborar e fortalecer os laços de amizade sincera." (Escola Especial Bem-Me-Quer)

segunda-feira, 29 de abril de 2013

29 de Abril Dia Mundial da Dança!

A dança não é exclusiva de ninguém, ela traz alegria e elevação a todos que assistem ou que nela participam. A linguagem da dança não conhece fronteiras, ultrapassa as barreiras de classe, educação, país e crença.

O seu vocabulário é infinito, pois a emoção humana ressoa através do movimento. A dança enriquece a alma e eleva o espírito. A dança vive em tudo o que é vivo.

Deixem todas as crianças dançar e certamente a paz surgirá!


Não importa qual seja o seu estilo Ballet, Axé, Baião, Bolero, Breakdance, Carimbó, Cha-cha-cha, Chula, Ciranda, Dança contemporânea, Dança das fitas, Dança de rua, Dança do ventre, Dança moderna, Dança profética, Electro, Flamenco, Forró, Frevo, Funk, Hip hop, Jazz, Kuduro, Lambada, Lundu, Maracatu, Mambo, Merengue, Pagode, Polca, Rock, Rumba, Salsa, Samba, Samba de gafieira, Sapateado, Tango,Valsa, Xaxado, Xote, Zouk...

Dance com o coração... Entregue sua alma e seu espírito a cada passo, a cada movimento...!

Parabéns a todos que leva a alegria da dança na alma.

sábado, 27 de abril de 2013

Grupo deixa plateia e júri a chorar em programa de talentos!



Começou uma nova edição do Britains Got Talent e vejam o que este grupo fez... Tudo através de sombras, recriaram uma história e colocaram júri e plateia a chorar!

Alunos de escolas de Colniza participarão do 10º Fetran


Acontecerá no período de 02 de maio a 19 de julho de 2013, o Fetran, Festival Estudantil Temático Teatro para o Trânsito, e alunos das escolas municipais e estaduais do município de Colniza irão participar da etapa Teles Pires na cidade de Sinop, dos dias 20 à 24 de maio.

O município estará sendo representado pelas escolas Bom Jesus, Coração de Jesus, Bernardino Gomes da luz, Tarsila do Amaral e Vinicius de Moraes, com o apoio da Prefeitura Municipal e Departamento de Cultura. O festival será dividido em categorias compreendidas em infantil (06 a 12 anos) e juvenil (13 a 18 anos). A EM Coração de Jesus levará o espetáculo "O Caipira sem Freio".
Com texto e direção de Adriano Ferraz, o espetáculo concorre na categoria infantil, e conta a história do caipira Tonhão, numa comédia pra lá de animada que será uma das grandes promessas para esta edição do festival.

O Fetran destina-se aos alunos regularmente matriculados no Ensino Fundamental e no Ensino Médio das escolas públicas e privadas do estado de Mato Grosso, bem como alunos matriculados em projetos e/ou programas sociais de cunho educativo, ligados diretamente às Secretarias Municipais de Ação Social e de Educação.

Por Adriano Ferraz

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Cultura em crise: maior grupo de teatro de Alta Floresta desocupa Centro Cultural

Realmente o clima entre os integrantes da cultura altaflorestense e a secretária de cultura do município, Arisne Campos, parece ter “azedado” de vez.



Prestes a comemorar 25 anos de história, o Teatro Experimental realizou ontem a retirada de todos os seus equipamentos que serviam à toda a comunidade no Centro Cultural.

Segundo uma publicação nas redes sociais, o motivo seria o tratamento dado pela pasta para a categoria. “A falta de respeito da Secretaria de Cultura e Juventude com os artistas locais que nos leva a tomar esta triste decisão!”, diz um trecho da publicação, que traz em anexo fotos da retirada dos materiais.

Foram retirados todos os equipamentos do teatro, entre eles cadeiras, equipamento de luz, panaria e outros acessórios utilizados para apresentações no Centro Cultural. O presidente do grupo teatral, Gean Nunes Araújo,enviou nota a imprensa esclarecendo os motivos da atitude, confira abaixo:

ABAIXO A MALEDICÊNCIA!

Houve um tempo no Brasil que artistas e grupos eram privados de sua própria arte. O "braço forte" do poder com baionetas em punho tentaram calar muitos artistas. Todos conhecem as sequelas de tantas e tantas tentativas contra os artistas e contra a democracia. Não conseguiram calar nem a arte e nem os artistas. Isso porque para calar a arte e os artistas, é preciso calar a humanidade. Isso mesmo! Calar a humanidade. Além das baionetas, também usam o recurso da desmoralização, ou seja, a maledicência. A maledicência é o ato de levantar suspeita ou suspeição com o fim de espalhar dúvidas sobre sua trajetória.

Alguns poucos maledicentes e desumanos não tardarão em bradar aos quatro cantos que artistas são arrogantes e pretensiosos. Vão desencavar conceitos e preconceitos antiquados que já foram superados há séculos não com blá-blá- blá, mas com suor, lágrimas e sangue. Nenhuma conquista foi obra do acaso ou ordem grafada em uma pedra lascada qualquer, num passado distante. Os artistas, como todo o povo não ficam muito tempo silenciosos diante das baionetas e das maledicências.

Depois de breve contextualização, dizemos que o presente momento em Alta Floresta se mostra como uma aberração, ou seja, uma possível volta àquele tempo de perseguição. A palavra aberração é forte, mas vasculhando termos que poderiam expressar o que acontece no setor cultural de nossa querida cidade esta palavra parece ser a mais apropriada. É inacreditável imaginar os últimos episódios ocorridos no meio artístico e cultural de Alta Floresta. Perguntamos indignadamente - como é possível um gestor de cultura não estabelecer diálogo com seu público-alvo imediato: os artistas e produtores culturais? Logo na cultura onde estão os protagonistas de tantas e tantas lutas pelo direito de falar, de expressar e da pluralidade.

É bizarro que uma instituição reconhecida como utilidade pública em nível municipal e estadual, como é o caso do Teatro Experimental de Alta Floresta seja atacada irresponsavelmente por quem se julga "dono do poder" com claras intenções de desacreditar a trajetória de 25 anos que o grupo construiu sob o testemunho e o apoio de uma cidade. O grifo é para (re)lembrar que o Grupo incorporou o nome da cidade no seu e isso é motivo de orgulho para todos nós. Somos DE Alta Floresta e queremos continuar sendo. Tentar propagar inverdades sobre os meios utilizados pelo grupo para construir o atual patrimônio e o legado já visível na história de nossa cidade é o Teatro Experimental de Alta Floresta, mesmo que dizer que o povo da cidade é cego e incapaz em ver o errado, a maledicência e a ignorância. Todos sabem e acompanham a nossa luta diária. Quantas e quantas vezes batemos em portas de empresários para pedir patrocínios. Quantas e quantas vezes trabalhamos sábados, domingos e feriados para elaborar projetos e inscrevê-los em editais públicos, privando nossas famílias de nossas companhias, inclusive em dias festivos como dias das mães, pais etc. Quantos e quantos projetos não foram aprovados pelo MinC, pelo Governo do Estado, por Bancos, por empresas? Nós sabemos! Nós sabemos também que todo o dinheiro recebido via projetos foram aplicados naquilo que fora proposto com a devida prestação de contas aprovada pelos órgãos patrocinadores. Além da transparência, temos o princípio do debate público, ao contrário de alguns poucos que agem à surdina, chamando pessoas individualmente para "conversar" de forma maledicente. Muitas vezes, para garantir um bom Festival de Teatro, por exemplo, trabalhamos voluntariamente.

Ultrapassa todo e qualquer limite possível do inteligível que uma pessoa que assuma a gestão cultural num município desconheça a escassez de recursos para a área cultura. Mais esdrúxulo é algum "pseudo" gestor cultural (só pode ser "pseudo" pra cometer tal heresia) venha a acreditar que há recursos sobrando ao ponto permitir bandalheiras. Oras, isto seria "miopia intelectual" ou apenas a maledicência para se manter no "poder"? O que explica isso? A explicação mais plausível parece ser mesmo a má-fé, a maledicência. Só alguém maledicente (para não dizer coisa pior) é capaz de ignorar uma história de 25 anos de muito trabalho. Nos bastidores de qualquer obra de arte há MUITO TRABALHO e muita DOAÇÃO DE SÍ. Há suor, há alma, há emoção, há solidão, há sofrimento e toda infinidade de sentimentos e emoções. Um gestor de cultura tem por obrigação saber disso e respeitar todo e qualquer artista. "Quem não gosta de cultura, bom sujeito não é".

Nós do TEAF não compactuamos com a cultura do atrito, somos artistas e queremos lidar com coisas que atingem o ser humano numa outra dimensão que não a da ira. E, diante disso, decidimos, coletivamente, pela retirada de todos os equipamentos do Teatro Experimental de Alta Floresta que estão nas dependências do Centro Cultural e evitarmos outras indisposições para o Governo Municipal e para o próprio TEAF. Não queremos, como já dissemos, protagonizar atos negativos para a cidade que carregamos, com orgulho, em nosso próprio nome. Portanto, retiraremos os materiais nesta quinta-feira (25 de abril de 2013) no decorrer do dia e no período da noite (horário em que os membros do grupo têm disponibilidade, visto que todos tem outros trabalhos) e para a ocasião solicitamos que uma pessoa da Administração acompanhasse a retirada.

Reafirmamos nosso espanto e incredulidade diante das absurdas aberrações contra artistas e produtores culturais em Alta Floresta/MT. O oposto do que se espera de quem está na função pública na área da cultura tem acontecido. Esperamos uma postura contundente daqueles que são responsáveis pelos rumos de nossa cidade e que no ano em que o TEAF comemora 25 anos o presente não seja a permanência da truculência, da coação e pressões aos moldes nos idos tempos da ditadura. O povo de Alta Floresta não precisa de truculência. Nosso povo precisa é de valorização de suas riquezas. O que temos de mais rico é nossa gente! E gente não se dissocia de cultura. Portanto, valorize nossa cultura, nossa gente, nossa memória! (nota enviada pelo Teatro Experimental).

Por Clay Jr.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Inscrições para o concurso de poesias seguem até maio

Estão abertas as inscrições para a 6ª edição do Concurso Municipal de Poesias. O evento é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo através da Biblioteca Pública Municipal.


O evento tem como principais objetivos criar e consolidar hábitos de leitura e escrita e valorizar a poesia como expressão literária; estimular e difundir as artes literárias no município; e possibilitar aos poetas o mínimo necessário para que possam mostrar os seus trabalhos e ampliar suas experiências.

Podem participar do 6º Concurso Municipal de Poesias todos os estudantes e comunidade em geral que inscreverem trabalhos inéditos e não publicados, até as 17h do dia 06 de maio, na Biblioteca Pública Municipal, na Rua São Paulo, nº 842 - Praça da Cultura.

O Concurso será constituído de seis categorias:

I - Estudantes do 1º ao 3º ano;

II - Estudantes do 4º ao 6º ano;

III - Estudantes do 7º ao 9º ano;

IV - Estudantes do Ensino Médio;

V - Estudantes do EJA (Educação de Jovens e Adultos);

VI - Livre: comunidade em geral.

A avaliação das poesias será feita por três convidados devidamente capacitados para esse fim. As três melhores poesias em cada categoria serão premiadas com o troféu “Utyiahaliti”, palavra em Paresí-Haliti que significa "gente sábia".

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Semana Nacional do Livro Infantil é realizada


A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo através da Biblioteca Pública realizou, entre os dias 15 a 19 de abril, a Semana Nacional do Livro Infantil, que contou com uma programação voltada ao incentivo à leitura.

Um dos principais objetivos do evento foi trazer o público para conhecer a Biblioteca Pública, seu acervo de aproximadamente 5000 livros, bem como o Telecentro Comunitário que está com 10 terminais com acesso à internet disponíveis de forma gratuita a toda à comunidade.



A realização do evento contou com a parceria da Unopar – Universidade Norte do Paraná que disponibilizou alunas dos cursos de Pedagogia e História, que se revezaram durante toda a semana contando histórias para as crianças.

A Abertura oficial do evento aconteceu na segunda, dia 15 de abril, às 13h30, com o Grupo de Teatro Ogan e sua trupe de contadores, apresentando o espetáculo “Passarinho me contou...”, que foi apresentado na EMEI Hestha Beatha e logo após na Praça da Cultura para o público escolar da EM Jardim das Palmeiras que estiveram prestigiando e participando da semana.

A Biblioteca Pública agradece imensamente à colaboração das contadoras: Marileusa, Andréia, Ilza, Zelinda, Jéssica, Joana e Adrijane e também Marcia Regina Braga da Silva, Francitania, Edilene, Silvana, Eva, Joselma e Maria do Socorro que confeccionaram um tapete de histórias e doaram para o espaço.

6ª Concurso Municipal de Poesias e Recital 2013

O Concurso Municipal de Poesias e Recital de Poesias 2013 tem como principais objetivos de criar e consolidar hábitos de leitura e escrita e valorizar a poesia como expressão literária, estimulando e difundindo as artes literárias no município. Ainda, de possibilitar aos poetas o mínimo necessário para que possam mostrar os seus trabalhos e ampliar suas experiências.


A 6ª edição do Concurso Municipal de Poesias e Recital de Poesias 2013 é uma promoção da Biblioteca Pública Municipal, espaço cultural de estímulo à literatura, ligado ao Departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secultur), contando com total apoio do Governo Municipal.

Participe! Solicite o Regulamento através do e-mail: cultura.cnp@hotmail.com e faça sua inscrição na Biblioteca Pública Municipal até o dia 06 de maio.

terça-feira, 23 de abril de 2013

2º Rodeio Universitário inicia neste final de semana


O 2º Rodeio Universitário de Campo Novo do Parecis começa a ganhar forma. A data para o evento está definida para os dias 27, 28, 29 e 30 de abril de 2013, na Praça de Eventos. Dentro da programação do Rodeio Universitário ainda será realizada a 1ª Grande Queima do Alho no dia 1º de maio com um delicioso almoço.

Unindo música, entretenimento, rodeio e muita diversão o público terá a oportunidade de conferir as montarias em touro, com a participação de competidores do Estado, que dará R$ 5.900,00 em prêmios. Duplas sertanejas se apresentarão nas quatro noites de rodeio.

O evento será realizado de 27 a 30 de abril na Praça de Eventos. Os ingressos já estão a venda com os seguintes preços:

Camarote VIP para 06 pessoas: R$ 800,00
Camarote para 10 pessoas: R$ 800,00
Vendas de camarote: (65) 3382-4498/ 9609-2848
Ingressos Individuais R$ 20,00

Atrações:

Dia 27/04 - (sábado) - Éder e Cícero Viola
Dia 28/04 - (domingo) - Jhonny e Vander Violeiro
Dia 29/04 - (segunda) - Douglas Carvalho e Jodi
Dia 30/04 - (terça) - Montenegro e Cuiabano

Encerramento com delicioso almoço na 1ª Grande Queima do Alho - Dia 01/05 - (quarta) R$ 15,00. A organização acrescenta que o evento será atrativo para toda a família e irá surpreender a população camponovense.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Para refletir!


"A fotografia nunca se revela por inteiro quando você se desmancha por alguém. Essas relações lembram uma foto polaroid: a imagem vai aparecendo aos poucos. Algumas coisas se distanciam do sentimento original, mas isso é a vida."

Honoré de Balzac

domingo, 21 de abril de 2013

Para refletir!


"É mais fácil ser amante do que marido, pois é mais fácil dizer coisas bonitas de vez em quando do que ser espirituoso dias e anos a fio."

Tom Jobim

sábado, 20 de abril de 2013

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Confira os filmes que serão exibidos hoje no Cine Pipoca


O Festival do Milho e Cine Pipoca do Parecis foi um sucesso na noite de ontem (16/04). Com um público formado por crianças e adultos, os filmes exibidos agradaram a todos, pois o clima estava propício para muita pipoca e um bom filme. O público presente também pode conferir a gastronomia a base de milho, amendoim, soja e girassol que estava dando água na boca.

Os filmes que serão exibidos hoje (17/04) no Festival do Milho e Cine Pipoca do Parecis são os seguintes: às 19h "Valente" e às 21h "Os Vingadores".



Para quem deseja ir ao Parque de Exposições, haverá ônibus saindo dos Bairros Jardim das Palmeiras e Boa Esperança passando pelo Centro. A Prefeitura Municipal disponibilizou dois ônibus que irão transportar o público nos seguintes horários: 18h e 18h30. O retorno está previsto ao término do último filme que será exibido na feira.

Fonte: Parecis.net

Para refletir!


"Quem tentar possuir uma flor, verá sua beleza murchando. Mas quem apenas olhar uma flor num campo, permanecerá para sempre com ela. Você nunca será minha e por isso terei você para sempre."

Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 16 de abril de 2013

Cine Pipoca exibirá hoje os filmes "A Era do Gelo 4" e "Cavalo de Guerra"



Hoje, (16), o Festival do Milho e Cine Pipoca do Parecis dará início às exibições ao ar livre, no Parque de Exposição Odenir Ortolan, dos filmes A Era do Gelo 4 (19h) e Cavalo de Guerra (21h).

Juntamente com as exibições dos filmes haverá na praça de alimentação montada no local, deliciosos pratos derivados do milho, soja, girassol e amendoim.

Para refletir!


"Nunca lamente uma ilusão perdida, pois não haveria fruto se a flor não caísse ".

Paulo Coelho

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Espetáculo "Passarinho me contou..." abre oficialmente a Semana Nacional do Livro Infantil

 
Apresentação de "Passarinho me contou..." no 22º Festival de Teatro de Curitiba

A trupe de contadores do Teatro Ogan se apresenta hoje, às 13h30, na Praça da Cultura, na abertura oficial da Semana Nacional do Livro Infantil. O evento é uma promoção da Biblioteca Pública Municipal e Departamento de Cultura da Secultur, com total apoio do Governo Municipal.

O espetáculo narra a viagem mágica de um velhinho que deseja contar histórias. Através do uso da inteligência ele consegue comprar o baú das histórias do Deus das Nuvens e provoca o surgimento dos contadores no mundo. Mas quando ele abre o baú todas as histórias se transformaram em pássaros encantados de todos os tipos, com todas as cores, que cantam de todas as formas e voam para todos os lugares do mundo, chegando até aqui.

“Passarinho me contou...”, de autoria de Van César, participou do 22º Festival de Teatro de Curitiba, no Paraná, e convida o público a viajar no lúdico, no imaginário popular, através de suas histórias.

Para refletir!


"O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar."

William Shakespeare

domingo, 14 de abril de 2013

Ninho do Sol define oficineiras de Artesanato e Teatro


A Comissão Especial de Processo Seletivo composta por Vanderlei César Guollo (presidente), Silvia Regina Schneiders (secretária) e Eduardo da Silva (membro), esteve reunida na tarde de ontem (13/04), no Ponto de Cultura Ninho do Sol, para definição dos oficineiros de artesanato e teatro do Ponto de Cultura Ninho do Sol, conforme Edital 03/2013, em atendimento ao Plano de Trabalho constante no Convênio nº. 054/2009, celebrado com o Governo de Mato Grosso através da Secretaria de Estado de Cultura.

De acordo com o edital foram oferecidas vagas para oficineiro de Artes Cênicas - Teatro, oficineiro de Música - Violão e Teclado, oficineiro de Artesanato (diversas técnicas), para contratação por um período de sete meses. As vagas de oficineiro de música não receberam nenhuma inscrição.

Após abertura dos envelopes e análise detalhada da documentação das quatro inscritas para a vaga de oficineira de artesanato e da única inscrita para a vaga de oficineira de teatro, foi realizada a entrevista com todas as candidatas.

Área
Candidata
Pontuação
Resultado
Artesanato
PATRÍCIA DÉBORAH DA SILVA
30.0
1ª colocada
Artesanato
MÁRCIA SOBRAL CARDOSO
17.0
2ª colocada
Artesanato
SUZANA MORAES DE ARAUJO SILVA
16.0
3ª colocada
Artesanato
LILIAN DA CONCEIÇÃO SANTOS
8.5
4ª colocada
Teatro
KATIUSSA FABRÍCIA RENTZ UBALDO
10.0
1ª colocada

As candidatas aprovadas em primeiro lugar deverão comparecer à sede do Ponto de Cultura Ninho do Sol assim que forem convocadas, em horário comercial, sito à Rua Roberto Carlos Brólio, 342 NE, Bairro Jardim Nossa Senhora Aparecida, munidas de cópia legível da documentação a seguir:

Apresentação de atestado laboral;
Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS;
Apresentação do cartão do PIS/PASEP.

Amanhã inicia a Semana Nacional do Livro Infantil


A Semana Nacional do Livro Infantil é um evento promovido pelo Governo Municipal e a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo através da Biblioteca Pública Municipal, com a parceria da Unopar - Universidade do Paraná.

O evento acontece de 15 a 19 de abril, das 7h às 11h e das 13h às 17h, com uma programação voltada para a contação de histórias objetivando despertar nas crianças o gosto pela leitura, proporcionando um momento lúdico de estímulo à imaginação e à fantasia.

A Abertura oficial do evento será amanhã, às 13h30, na Praça da Cultura, com o espetáculo "Passarinho me contou..." do Teatro Ogan e sua trupe de contadores.

Acompanhe a programação:
  • Contadoras Marileusa e Andréia: segunda a sexta – matutino; 
  • Abertura oficial: segunda - 13h30, na Praça da Cultura; 
  • Contadora Ilza: terça – matutino; 
  • Contadoras Zelinda e Ilza: quarta – matutino;
  • Contadoras Jéssica e Joana: terça e quinta – vespertino;
  • Contadora Adrijane: quarta e sexta – vespertino.

Campo Novo se firma como pólo de teatro no Estado

Com a participação no 22º Festival de Teatro de Curitiba, Campo Novo do Parecis se firma como pólo irradiador do "fazer teatral" no Estado.

Por VAN CÉSAR


Celebrada como uma das mais antigas artes desenvolvidas pelo homem, nascida ainda na Pré-História da necessidade deste mesmo homem se comunicar, o teatro ocidental percorreu um longo caminho até se estruturar na antiga Grécia, berço da nossa sociedade contemporânea. As mudanças estruturantes que trouxeram o teatro aos dias de hoje são observadas e vivenciadas por artistas do mundo todo nos seus mais diversos estilos de interpretação e de linguagens com as quais o teatro conversa: drama, comédia, melodrama, tragédia, infantil, de rua, do oprimido, teatro pobre, evangélico, didático, dança-teatro, dentre outros.

Em Campo Novo do Parecis o teatro se firma como uma das artes que mais têm contribuido para a estruturação da cultura em nosso município. Muitos grupos fizeram e fazem sua história: Teatro Ogan, Grupo Expressão, Grupo Era, Grupo Teatral Antes das Seis, Grupo Estilo de Teatro, A Turma do Dionísio, Grupo 100 Critérios, Cia Revelação. Comprovação do que afirmamos é o crescimento dos festivais e a qualidade dos espetáculos que sobem aos palcos: EncenArte - Festival de Cenas Curtas, em maio; Festival Estudantil de Teatro (FEsTeatro), em agosto/setembro; e o Festival Municipal de Teatro (Femute), em novembro.


E o teatro se destaca não somente no município. Diversos grupos e cias já levaram o "fazer teatral" camponovense além fronteiras do município: Mostras do Pólo Médio Norte, Festivais Mato-grossenses de Teatro, Festivais Estaduais de Teatro São Gonçalo (Fetesg), Festivais Infantis de Teatro de Juina (Festin), dentre outros. Em três ocasiões o teatro camponovense também foi além fronteiras do Estado: em 1997, o Teatro Ogan participou do XVII Festival Mineiro Nacional de Teatro (Festiminas), em Belo Horizonte-MG; em 2011 o Teatro Ogan participou do 20º Festival de Teatro de Curitiba-PR; e em 2013, o Teatro Ogan e a Cia Revelação de Teatro participaram da 22ª edição deste mesmo festival.


O reconhecimento do trabalho do Teatro Ogan e da Cia Revelação foi conquistado neste ano através de uma Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Vereadores de Campo Novo do Parecis, através da iniciativa dos vereadores Leandro Martins dos Santos, Clóvis de Paula, Dionardo Mendes, Gilberto Vieira de Melo, Marcelo Martinez Acosta, Milton Soares, Pedro da Vitória, Vanderlei Baioto e Waldicley Silva dos Reis. A Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso, na sessão do dia 12 de março deste, manifestou o reconhecimento público através da Moção de Congratulação nº 450/2013, de autoria do Deputado Emanuel Pinheiro, pela participação na 22ª edição do Festival de Teatro de Curitiba-PR.

A Cia Revelação e o Teatro Ogan agradecem oportunamente o apoio e o patrocínio do Governo Municipal, da Secretaria de Cultura e Turismo, do comércio local, pais, amigos, familiares e todos, que de diversas formas contribuiram para o sucesso dessa participação do teatro camponovense no maior festival de teatro do país.

O Teatro Ogan no Fringe


Neste ano de 2013, o Teatro Ogan participou da 22ª edição do Festival de Teatro de Curitiba com o espetáculo em contação de histórias "Passarinho me contou...", de autoria e direção de Van César, apresentado nos dias 31 de março e 01 de abril na Praça Rui Barbosa, e no dia 02 de abril no Memorial de Curitiba.


O Teatro Ogan traz para o município "uma experiência muito boa de fazer parte do maior festival de teatro do país, onde o grupo teve a oportunidade de prestigiar os mais diversos espetáculos, especialmente de rua e da Mostra Seu Nariz", enfatiza Silvia Schneiders, produtora do grupo. E prossegue: "cada espetáculo é uma oficina de aprendizagem, pois o grupo foi com esse olhar mais técnico sobre os espetáculos prestigiados, observando a forma de atuação, de direção, de montagem visual, a musicalidade, o contato com o público, enfim, diversos detalhes que vão acrescentar muito à experiência teatral do grupo no município", finaliza.

O Teatro Ogan aproveitou a oportunidade para conhecer equipamentos culturais como teatros, museus, auditórios, bibliotecas, memoriais, casa do artesão, dentre outros espaços culturais que a capital do Paraná oferece aos moradores e turistas. O grupo aproveitou ainda para conhecer a linha turismo, referência no Brasil, parando em locais turísticos como a Universidade Livre do Saber, o Parque Tanguá, a Ópera de Arame, o Museu Oscar Niemayer e o Bosque do Papa.

A Cia Revelação no Fringe


Juntamente com o Teatro Ogan, a Cia Revelação de Teatro participou do 22º Festival de Teatro de Curitiba com o espetáculo "Parangolé - a História", de autoria da Cia EmCantar e direção de Francislaine Almeida, apresentado no dia 31 de março e 01 e 02 de abril no Auditório H. Spencer Lewis, da AMORC de Curitiba, sede da língua portuguesa no mundo.

Segundo Francislaine Almeida, "o espetáculo é uma oportunidade para os pais relembrarem de sua infância e para os filhos conhecerem brincadeiras que estão sendo esquecidas nesse processo de mudanças de geração". Uma observação interessante feita pela Cia durante o festival é que "o público não vai para criticar, mas para apreciar os espetáculos", e Francislaine ainda comenta "Curitiba se transforma num grande palco, e em cada canto desse palco são apresentados espetáculos diferentes". Uma experiência gratificante, segundo a Cia, e uma oportunidade de levarmos um pouco de Campo Novo do Parecis para o Brasil e de trazer as experiências de grupos de vários estados brasileiros para nossa cidade.

Para refletir!


"Onde o amor impera, não há desejo de poder; e onde o poder predomina, há falta de amor. Um é a sombra do outro."

Mia Farrow

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Biblioteca Pública promove Semana do Livro Infantil


O Governo Municipal e a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo através da Biblioteca Pública Municipal convidam a comunidade para prestigiar a Semana Nacional do Livro Infantil.

O evento acontece de 15 a 19 de abril, das 7h às 11h e das 13h às 17h, com uma programação voltada para a contação de histórias objetivando despertar nas crianças o gosto pela leitura, proporcionando um momento lúdico de estímulo à imaginação e à fantasia.

As contações de histórias acontecem de segunda à sexta nos períodos matutino e vespertino com a participação das alunas da Unopar através de uma parceria entre a Biblioteca e a Universidade.

A Abertura oficial do evento será na segunda, dia 15 de abril, às 13h30, com o Grupo de Teatro Ogan e sua trupe de contadores, apresentando o espetáculo “Passarinho me contou...”.

Acompanhe a programação:
  • Contadoras Marileusa e Andréia: segunda a sexta – matutino; 
  • Contadora Ilza: terça-feira – matutino; 
  • Contadoras Zelinda e Ilza: quarta-feira – matutino;
  • Contadoras Jéssica e Joana: terça-feira e quinta-feira – vespertino;
  • Contadora Adrijane: quarta-feira e sexta-feira – vespertino;

Para refletir!


"O amor é o nosso estado natural quando não optamos pela dor, pelo medo ou pela culpa"

Gurumayi Chidvilasananda

terça-feira, 9 de abril de 2013

Aulas de Balé Clássico no Ponto de Cultura Ninho do Sol

O Ponto de Cultura Ninho do Sol informa que restam poucas vagas para as aulas de balé ministradas em sua sede – na Rua Roberto Carlos Brólio 342 NE.

São oferecidas vagas nos seguintes horários:
  • Baby Ballet (Crianças entre 04 a 07 anos) terça-feira e quinta-feira das 10h às 11h (Não há mais vagas)
  • Baby Ballet (Crianças entre 04 a 07 anos) terça-feira e quinta-feira das 16h às 17h.
  • Iniciação e Introdução ao Ballet Clássico (Método RAD – Royal Francês) terça-feira e quinta-feira das 8h30min às 10h.
  • Iniciação e Introdução ao Ballet Clássico (Método RAD – Royal Francês) terça-feira e quinta-feira das 14h30min às 16h.
  • Cia de Arte Flor de Menina – Corpo de Baile do Ponto de Cultura Ninho do Sol com aulas mais abrangentes e focadas na técnica do ballet clássico. Para ingressar no Corpo de Baile, as bailarinas interessadas precisam ter disponibilidade de tempo para as aulas e passar por um processo avaliativo que inclui o conhecimento básico da técnica clássica, postura e musicalidade.
Cia de Arte Flor de Menina
O Ponto de Cultura Ninho do Sol é uma iniciativa do Teatro Ogan, organização sem fins lucrativos comprometida com a preservação do patrimônio histórico e cultural, divulgação da cultura indígena, execução de oficinas multimídia, de arte e artesanato, manutenção da Biblioteca Comunitária Mãe Branca e promoção de eventos culturais.

Conta com o patrocínio do Governo Federal e Ministério da Cultura - Programa Mais Cultura, através do Governo de Mato Grosso e Secretaria de Estado de Cultura - Rede de Pontos do Mato. É patrocinado localmente pelo Governo Municipal através da Secretaria de Cultura e Turismo e outros parceiros que investem na formação humana através da arte e da cultura.

A sede do Ponto de Cultura Ninho do Sol fica localizada na Rua Roberto Carlos Brólio 342 NE e o telefone para contato é (65) 3382 3394.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Aprovado projeto que garante seguro-desemprego para artistas, músicos e técnicos em espetáculo


Projeto de lei da ex-senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), que prevê a concessão de seguro-desemprego para artistas, músicos e técnicos em espetáculos de diversão foi aprovado na quarta-feira (21/03) pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS). A matéria foi aprovada de forma terminativa .

De acordo com a proposta (PLS 211/10), o profissional terá direito a um salário mínimo como seguro-desemprego por um prazo máximo de quatro meses, de forma contínua ou alternada. Para isso, o beneficiário terá de comprovar que trabalhou em atividades da área por, pelo menos, 60 dias nos 12 meses anteriores à data do pedido do benefício e que não está recebendo outro benefício previdenciário de prestação continuada ou auxílio-desemprego. Além disso, é necessário ter efetuado os recolhimentos previdenciários relativos ao período de trabalho, bem como não possuir renda de qualquer natureza.

O projeto altera a lei que trata do Programa do Seguro-desemprego, do Abono Salarial e institui o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) - Lei 7.998/90. Ao justificar a apresentação do projeto, Marisa Serrano afirmou que a categoria é uma das menos amparadas pela proteção social em nosso país.

Em seu parecer, a relatora da matéria na CAS, senadora Ana Amélia (PP-RS), ressaltou que, apesar de representar uma parcela pequena da população (65 mil trabalhadores ou 0,08% da população economicamente ativa), a categoria é sujeita a desemprego permanente, da ordem de 80 a 85%. Além disso, destacou, quando estão trabalhando, esses profissionais envolvem-se em relações informais de emprego, que ainda são de curta duração.

- As categorias que se pretende proteger, dos músicos, artistas performáticos, incluindo os bailarinos e técnicos em espetáculos de diversão [tais como os cenografistas, figurinistas, iluminadores, etc], constituem um grupo que, a despeito de uma imagem glamurizada, se encontram em situação de grande vulnerabilidade social - observou Ana Amélia.

Fonte: Agência Senado

sábado, 6 de abril de 2013

Para refletir!


"Os anjos o chamam de alegria celeste, os demônios o chamam de sofrimento infernal, os homens o chamam de amor."

Anônimo

Democracia: para refletir! - Deus trolado

Ascensão do pastor Feliciano é um esculacho às conquistas democráticas.


Poucas vezes vimos o nome de Deus ser utilizado com tamanha impropriedade e para atender, única e exclusivamente, néscios interesses eleitorais e midiáticos.

Deus está sendo trolado!

A ascensão do pastor Marco Feliciano à presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados é um esculacho às importantes conquistas democráticas brasileiras nas últimas três décadas. Sua manutenção no cargo é prova inconteste da ignorância e da irresponsabilidade que assolam os Poderes instituídos e um grosso caldo da sociedade brasileira.

Em primeiro lugar, é bom ficar claro que há um equívoco conceitual no tratamento reservado ao deputado desde seu empoderamento na cadeira de espaldar alto da Comissão criada em 1995. Sua presidência não é questionada e repudiada por diversos setores por conta da fé que ele defende nos púlpitos e palcos dos templos evangélicos.

Marco Feliciano é absolutamente incompatível com o mandato à frente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias por suas públicas declarações intolerantes, racistas, sexistas e homofóbicas, agora tratadas apenas como “mal ditas”, “mal interpretadas” e “malfeitas”, como reza o pior da sintaxe dilmista em sua inglória “faxina”.

A fé de Feliciano não o define. Ele poderia ser evangélico, católico, macumbeiro ou ateu e, ainda assim, permaneceria em total incompatibilidade com a função.

O que define Marco Feliciano é o caráter de sua atuação parlamentar e sua visível dificuldade em lidar na vida pública com o pluralismo e a liberdade que consagram uma nação realmente democrática.

Aliás, é justamente o laicismo do estado democrático que permite candidaturas e eleições de pastores, padres, pais-de-santo e descrentes.

Por ignorância dos conceitos primordiais e tão essenciais à sedimentação de um ambiente saudável na sociedade contemporânea, estimula-se uma repugnante espécie de guerra entre facções sociais e religiosas, mormente representadas nos Poderes por cidadãos inaptos e, na maioria das vezes, anacrônicos.

Não por acaso, trolar Deus em discussões que deveriam estar apenas no âmbito do Estado passou a ter reflexos imediatos no cotidiano brasileiro.

Ora, convenhamos. Depois de tudo que foi dito e escrito, de tantas manifestações contra ou a favor de sua permanência na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, o deputado federal Marco Feliciano, ao invés assegurar e defender o papel do Estado (que é uma de suas atribuições!), caiu na tentação eleitoreira de utilizar um altar para bradar que sua ascensão foi obra do Espírito Santo e todas as notáveis conquistas alcançadas pelo colegiado ao longo de sôfregos 18 anos foram comandadas por Satanás. Quanta estupidez. Quanta trolagem oficial.

O delicado da querela está no fato de que trolar Deus é algo bastante onírico. Já a trolagem do Estado Democrático e sua laicidade é um atentado direto ao bem-estar e justiça sociais. Pecado é confundir uma coisa com a outra, pois o preço por toda essa fuzarca não há de ser pago no âmbito celestial.

A fatura chega aqui, agora e é cara. Pago eu, paga você, pagamos todos.

HELDER CALDEIRA é escritor, jornalista político e apresentador de TV.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Vai ter pamonha, e filme bom; muita pipoca no Chapadão


As pessoas que residem, trabalham ou mesmo transitam pelas imediações da Paróquia São Cristóvão, ao lado da Praça da Cultura no centro da cidade de Campo Novo do Parecis, são atraídas pelo inconfundível aroma de pipoca. É que nós do Sindicato Rural estabelecemos parceria com a Pastoral da Criança da Igreja Católica para a expansão da pipoca que será utilizada para encher o maior saco de pipoca do mundo.

Então, um animado grupo de senhoras voluntárias que trabalham rotineiramente em ações sociais para com a Pastoral, estão utilizando a cozinha da casa paroquial para estourar pipocas cujo cheirinho gostoso atinge um raio de até 300 metros.

Foi uma das maneiras que encontramos para que a comunidade participe diretamente da ação e nos ajude a quebrar o recorde da maior caixa de pipoca do mundo. E o numeroso grupo de mulheres incorporou a grande missão, devendo concluir a tarefa até meados da próxima semana, por volta do dia 11 de abril.

Dá gosto presenciar o ânimo do grupo, que se reveza durante os dias, das 8h até 21h no belíssimo trabalho a que se propuseram. Os trabalhos são coordenados pela Irmã Ana, que não só lidera como participa ativamente do maior “estouro” de pipoca já visto.

Cabe ressaltar, ante alguns questionamentos, que a pipoca da grande caixa não será para consumo humano. Durante as noites (16, 17 e 18 de abril) do Festival do Milho e Cine Pipoca do Parecis, todos poderão consumir pipoca quentinha, expandida na hora e servida nos tradicionais carrinhos de pipoca que circundarão a praça de alimentação e o cinema ao ar livre.

Para refletir!


O homem que pretende ser sempre coerente no seu pensamento e nas suas decisões morais ou é uma múmia ambulante ou, se não conseguiu sufocar toda a sua vitalidade, um mono maníaco fanático.

Aldous Huxley

quinta-feira, 4 de abril de 2013

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Ninho do Sol lança Seletivo para Oficinas de Arte

O Teatro Ogan torna público o Edital de Processo Seletivo Simplificado Nº 03/2013, para admissão de Oficineiros de Arte para o Ponto de Cultura Ninho do Sol, em atendimento ao Plano de Trabalho constante do Convênio Nº 054/2009, celebrado com o Governo do Estado de Mato Grosso através da Secretaria de Estado de Cultura/SEC-MT.


O Edital prevê a contratação para as seguintes vagas:

CÓDIGO
CARGO
C/H
VAGAS
REMUNERAÇÃO
01
Oficineiro de Artes Cênicas – Teatro
20h
01
R$ 685,00
03
Oficineiro de Artes Musicais – Violão (e Teclado)
20h
01
R$ 685,00
05
Oficineiro de Artesanato
20h
01
R$ 685,00

O Processo Seletivo de que trata o presente Edital consistirá em análise de curriculum e entrevista.

A análise curricular será realizada por profissionais que farão parte da Comissão Especial de Processo Seletivo, designada pelo Grupo de Teatro Ogan e se dará mediante somatória de pontos da contagem de avaliação da experiência comprovada por meio de certificação, onde deverão constar a carga horária dos cursos de aperfeiçoamento, oficinas, seminários e a experiência profissional.

As inscrições serão recebidas no período de 03 a 10.04.2013, das 07h às 10h e das 13h às 16h na sede do Ponto de Cultura Ninho do Sol, na Rua Roberto Carlos Brolio, 342-NE, Bairro Nossa Senhora Aparecida.

Para acessar o Edital completo, solicite por e-mail: teatrogan@hotmail.com.

Por Van César

Para refletir!


Uma palavra posta fora do lugar estraga o pensamento mais bonito.

Voltaire

terça-feira, 2 de abril de 2013

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Passarinho me contou..." nas Ruinas de São Francisco

AS RUÍNAS DE SÃO FRANCISCO


As Ruínas de São Francisco, na Praça João Cândido, são os remanescentes de uma construção inacabada, iniciada pelos portugueses, que viria a ser a Igreja de São Francisco de Paula.

Em 1811, a capela-mor e a sacristia ficaram prontas, contudo, em 1860, as pedras que finalizariam as obras da igreja teriam sido usadas para erguer a torre da antiga Matriz.

Existem relatos, não confirmados, de que foram construídos túneis ligando as ruínas a outros pontos da cidade. Posteriormente, uma cerca metálica, envolvendo as ruínas, foi instalada para proteger o patrimônio.

AS ARCADAS DE SÃO FRANCISCO


As Arcadas são uma passarela coberta, em forma de arcos, que abriga pontos comercias e culturais, principalmente galerias de arte e antiquários. Compõe um conjunto do patrimônio histórico do local, que faria parte da igreja inacabada de São Francisco.

Em cima, está uma platéia para um palco ao ar livre, onde são realizados eventos e apresentações. As Arcadas conectam as ruas Jaime Reis e Doutor Keller, no bairro de São Francisco.

O BELVEDERE

O Belvedere, da Praça João Cândido, foi construído em 1915, em estilo art-nouveau. Em 1922, abrigou a primeira emissora de rádio do Paraná, a PRB-2. Em 1931, tornou-se observatório astronômico e meteorológico e, a partir de 1962, passou a ser sede da União Cívica Feminina.


Belvédère é um termo da língua francesa para designar um tipo de mirante construído em terraços situados em locais altos.