quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Para refletir!


Se te ocorrer, de manhã, de acordares com preguiça e indolência, lembra-te deste pensamento: «Levanto-me para retomar a minha obra de homem».

Marco Aurélio

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Ninho do Sol contrata agente de serviços gerais


No período de 21 a 27 de fevereiro de 2013 serão recebidas as inscrições para o processo seletivo simplificado para admissão de “agente de Serviços Gerais” do Ponto de Cultura Ninho do Sol, para contratação temporária de excepcional interesse público, pelo período determinado de 10 (dez) meses, podendo ser prorrogado por mais uma vez, por igual período.

O local para exercício das atividades do candidato selecionado será na sede do Ponto de Cultura, sendo que as inscrições serão recebidas no Centro Cultural, situado na Rua Severino Euflasino de Lima, 1.206 NE, Bairro Jardim Nossa Senhora Aparecida, nesta cidade.

Os candidatos concorrerão à vaga oferecida que pagará R$ 700,00 para uma carga horária de 40h semanais. Exige-se do candidato como pré-requisito básico, boa capacidade de relacionamento e de comunicação, especialmente com crianças e jovens.

Para acessar o Edital, entre em contato com o Ponto de Cultura pelo telefone (65) 3904 2095 ou pelo e-mail: teatrogan@hotmail.com.

Ninho do Sol abre inscrições para oficinas de arte

Apoiado pelo Governo Municipal através de um Convênio assinado em janeiro deste ano, que possibilita sua manutenção, o Ponto de Cultura Ninho do Sol inicia o ano de 2013 oferecendo inúmeras atividades em sua nova sede.

Em sua programação anual, o Ponto de Cultura oferecerá oficinas de arte (teatro, música, danças, artesanato, contação de histórias) e as atividades da Biblioteca Comunitária Mãe Branca. Ainda inúmeros eventos culturais serão promovidos, sendo que, com a participação em outros eventos da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secultur) através do Departamento de Cultura, o alcance será muito maior.



Inscrições para as Oficinas de Arte

As inscrições para as Oficinas de Danças – Balé Clássico iniciam amanhã, das 9h às 11h e das 13h às 15h, na sede do ponto, na Rua Roberto Carlos Brólio, 342 NE, Bairro Jardim Nossa Senhora Aparecida.

Serão oferecidas duas turmas para baby balé (matutino e vespertino) e duas turmas de iniciação ao clássico (matutino e vespertino). Havendo procura, será formada ainda uma turma da Primeira Grade do método RAD (Real Academia de Dança).

O Ponto de Cultura conta ainda com as oficinas de balé da Cia de Arte Flor de Menina, que é o Corpo de Baile do Ninho do Sol e têm em suas atividades um trabalho voltado ao aperfeiçoamento do clássico, se destacando e sendo premiada em apresentações no município e Estado.



Sobre o Ponto de Cultura Ninho do Sol

O Ponto de Cultura é um projeto do Teatro Ogan e suas atividades são voltadas para a preservação do patrimônio cultural, execução de oficinas de arte, manutenção de uma biblioteca comunitária e promoção de eventos culturais, o Ponto de Cultura Ninho do Sol iniciou suas atividades em maio de 2010, funcionando inicialmente junto ao Centro Cultural.

Em 2010 foram atendidos diretamente 395 aprendizes nas oficinas de arte, em média 1.500 usuários na biblioteca e cerca de 8.800 pessoas nos eventos culturais. Em 2011 o número de atendimentos aumentou significativamente, sendo que foram atendidos 647 aprendizes nas oficinas de arte, em média 2.800 usuários na biblioteca e cerca de 12.700 pessoas nos eventos culturais.

Em 2012, sem o repasse da terceira parcela do recurso por parte do Governo Federal através do Ministério de Cultura e Governo de Mato Grosso através da Secretaria de Estado de Cultura, os atendimentos foram bem menores, permanecendo apenas com o voluntariado do oficineiro Fábio Lima, que atendeu 87 meninas nas oficinas de balé clássico, em cinco turmas. Os eventos culturais promovidos pelo Ponto de Cultura ou que o mesmo participou, tiveram um alcance de cerca de 6.500 pessoas. O destaque vai para o 2º FEsCanção, que, apoiado pela Agropecuária O Telhar, obteve um enorme êxito.

Conselho de Política Cultural discute a preservação do patrimônio

A segunda reunião ordinária do Conselho Municipal de Política Cultural, realizada na última sexta-feira (22.02), discutiu diversos assunto pertinentes à area cultural em nosso município.


Visita de servidores e conselheiros de Política Cultural na PCH Inxú

Reunidos na Biblioteca Pública Municipal, os conselheiros discutiram e aprovaram o novo Regimento Interno do Conselho. A última versão do Regimento era de 2006, sendo que essa atualização auxiliou os novos conselheiros, empossados em janeiro desse ano, a entenderem o processo cultural no município e Estado. Dentre as decisões está a opção por reuniões mensais, o que efetivará uma maior participação do Conselho no acompanhamento e discussões da política cultural.

Iniciou-se ainda a discussão do Decreto Regulamentador do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura, que definirá detalhes do sistema de finaciamento de projetos culturais em nosso município.

Entrou novamente em pauta a preservação das cavernas e sítios arqueológicos, preocupação constante desse Conselho, já que inúmeras Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) foram e serão construídas nas cachoeiras e rios de Campo Novo do Parecis e municípios vizinhos. Na próxima reunião ordinária esse assunto entra novamente em pauta para a organização de uma Audiência Pública a ser convocada em abril, com o intuito de discutir amplamente com a sociedade e órgãos envolvidos a preservação do patrimônio e a participação de cada um no processo.

Próxima reunião ordinária - 20 de março, às 19h
Local - Biblioteca Pública Municipal, na Praça da Cultura.



Para refletir!


Pensamento duplo indica a capacidade de ter na mente, ao mesmo tempo, duas opiniões contraditórias e aceitar ambas.

George Orwell

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Enfim... Balé número 16

A Nova Província Seguros, a Ghalia Design e Casa Brasil trazem com a Companhia Teatro Faces para Primavera do Leste o espetáculo “Balé número 16” um de seus mais belos musicais. Será apresentado nos dias 17 e 18 de março no Cine Teatro Vila Rica.


A incrível história da menina que tinha o sonho de ser uma bailarina profissional, mas é vítima de um acidente. Com medo, foge para dentro do próprio sonho onde tudo é do jeito que ela sempre quis. “Balé número 16” foi o primeiro grande sucesso do Teatro Faces e cumpriu turnê de apresentações por São Paulo no ano de 2007 e conseguiu se apresentar uma única vez no município, tendo seus ingressos esgotados uma semana antes da apresentação.

Em comemoração aos 08 anos do Teatro Faces o espetáculo recebeu uma nova roupagem. Vem ainda mais bonito, leve, lírico e emocionante. Serão apenas duas apresentações então corra e garanta o seu ingresso.

O espetáculo será apresentado no dia 17 de março às 16h e no dia 18 de março às 20h. Os ingressos podem ser adquiridos no Cine Teatro Vila Rica ou pelo telefone (66) 3498-4949 no Centro Cultural de Primavera do Leste. O valor do ingresso é de R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 a meia entrada.

O espetáculo tem ainda como patrocinador oficial Prefeitura Municipal de Primavera do Leste, Supermercado SuperCompras e Auto Escola Senna. E como patrocinadores APP Comunicação Visual e o sempre presente nas manifestações culturais Jornal O Diário.

Via Cia de Arte Flor de Menina

Para refletir!


Não permitais à língua ultrapassar o pensamento.

Anton Tchekhov

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Cultura confirma compromisso com Pontos de Cultura

 
Janete Riva, em encontro com representantes de Pontos de Cultura de Mato Grosso

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira, 20 de fevereiro, a secretária de Estado de Cultura, Janete Riva, reafirmou o compromisso do Governo do Estado com os 36 Pontos de Cultura existentes em Mato Grosso. A reunião entre Janete e os representantes dos Pontos teve como tema principal o repasse da terceira e última parcela dos recursos para a execução dos convênios firmados entre as instituições não governamentais, o Governo do Estado de Mato Grosso e o Governo Federal. A reivindicação do repasse que deveria ter sido realizado em 2012 foi feita à secretária em janeiro de 2013, ocasião em que Janete Riva comprometeu-se em dar um parecer sobre a questão.

Segundo a secretária, os pagamentos serão realizados até o dia 28 de fevereiro, o que animou os representantes das instituições. Joeli Siqueira, do Ponto de Cultura \'Arte que Transforma\' de Tangará da Serra, agradeceu a secretária e destacou que os trabalhos no seu município não irão parar. “Nada paga a satisfação de ver o brilho nos olhos dos pais, quando encerramos uma atividade, uma oficina, e vemos ali o reconhecimento do nosso trabalho”, frisou emocionada. Já o representante do Ponto de Cultura \'Nobres Vozes\' do município de Nobres, Jéferson Borralho, ressaltou que o importante é que os Pontos de Cultura superaram os contratempos do ano de 2012 e seguiram em frente com os trabalhos, que ganharam importância e notoriedade dentro dos municípios onde estão localizados. “Acreditamos no sonho do Ponto de Cultura”, finalizou ele.

Pontos de Cultura

Mesmo sem o repasse, em 2012 os Pontos de Cultura de Mato Grosso atenderam cerca de 22 mil pessoas e ofereceram vagas de emprego para 180 profissionais. Os Pontos estão localizados em 25 municípios de Mato Grosso. O programa do Governo Federal prevê parcerias com estados e instituições sem fins lucrativos para que, durante três anos, as mesmas possam se estruturar e desenvolver ações culturais para e com a sociedade, pleiteando também recursos de outros parceiros. O último repasse, no valor de R$ 800 mil por parte da Secretaria de Estado de Cultura e cerca de R$1,6 mil do Governo Federal, para as instituições conveniadas em Mato Grosso devem ser liberados na próxima semana.

Por Assessoria SEC/MT

Para refletir!


As únicas pessoas que realmente mudaram a história foram os que mudaram o pensamento dos homens a respeito de si mesmos.

Malcolm X

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Democracia: para refletir! - Os caras que mandam no mundo



Não é preciso derrubar os maiores jogadores, basta parar de jogar o jogo. Não interessa quem são os caras, enquanto o jogo existir, você pode tirar um que outro tomará o lugar. Apenas conheça as estratégias que eles usam pra dominar o jogo, mas não se aprofunde, senão ficará apenas olhando pra escuridão e nunca verá a luz. Ao invés de lamentar os problemas, busque a solução que assim que tudo se resolve.

O caminho da liberdade é mudar as ideias na sua cabeça que te mantém escravo do jogo. Com os pensamentos certos, você saberá o que fazer.

Perca 31:20 minutos assistindo e ganhe uma vida inteira!

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Para refletir!


A vida não dá e nem empresta, não se comove e nem se apieda. Tudo quanto ela faz é retribuir e transferir aquilo que nós lhe oferecemos.

Albert Einstein

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Para refletir!


A vida tem duas faces:
Positiva e negativa
O passado foi duro
mas deixou o seu legado
Saber viver é a grande sabedoria
Que eu possa dignificar
Minha condição de mulher,
Aceitar suas limitações
E me fazer pedra de segurança
dos valores que vão desmoronando.
Nasci em tempos rudes
Aceitei contradições
lutas e pedras
como lições de vida
e delas me sirvo
Aprendi a viver.

Cora Coralina

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Alegria, brilho e descontração foram marca das Matinês do XI Parê Folia

Alegria, brilho, graciosidade e descontração. Com duas matinês na programação, a primeira do XI Parê Folia, realizada na tarde de domingo (10) crianças, jovens e adultos, descontraídos brincaram e dançaram com muita animação.



Fotos: Juliano Olejas

Os pequenos compareceram a matinê, muitos deles fantasiados, o que para os pais, significa uma maneira bem divertida de resgatar o nosso carnaval. “O governo municipal está de parabéns, uma linda festa, animada e com o resgate do carnaval e principalmente, com segurança de podermos estar com nossos filhos e homenageando a nossa cultura de origem indígena”, destacou Iracema que acompanhava seu filho fantasiado de Cacique.

Patrocinada pela Prefeitura, Mangueira desfila hoje à noite

Lislaine dos Santos
Da Redação do Midia News

Com o enredo “Cuiabá: Um Paraíso no Centro da América!”, a Estação Primeira de Mangueira inicia seu desfile, nesta segunda-feira (11), a partir das 21h (horário local), sob o comando do carnavalesco Cid Carvalho.

A escola, que é patrocinada pela Prefeitura da Capital mato-grossense, a um custo de R$ 3,6 milhões, será a segunda agremiação a passar pela Marquês de Sapucaí, no segundo dia de desfile do Grupo Especial do Rio de Janeiro.

A escola promete conduzir o público em uma grande viagem de trem, transporte esperado por 150 anos pela Capital para promover a integração de Cuiabá com o resto do país.

A história será contada em sete estações: Mangueira, Eldorado, Mitos e Lendas, Arte e Sabor, Festas de Santos, Portal do Paraíso e Mandem Lembranças ao Futuro.

Os números da escola impressionam: serão quatro mil componentes desfilando pela avenida, distribuídos em 49 alas e sete alegorias.

Além disso, sempre inovando, a tradicional bateria da escola, conhecida como Surdo Um, promete fazer um espetáculo à parte, com 500 componentes divididos em duas partes, mas dialogando entre si, durante o desfile.

Apesar de não conquistar um título desde 2002 – ficou em sétimo lugar, no desfile do ano passado –, a Mangueira promete fazer uma grande homenagem à cidade, na tentativa de conquistar a primeira posição no ranking geral deste ano.


Gracyanne Barbosa, rainha da Bateria Surdo Um da Estação Primeira de Mangueira

ESTAÇÕES

A escola será “puxada” por figuras tradicionais da agremiação na primeira estação do desfile, “Mangueira”: Cartola, Dona Zica, Xangô da Mangueira, Carlos Cachaça, entre outros.

A segunda parada do público será na “Estação Eldorado”, onde a escola irá contar um pouco sobre a fundação de Cuiabá, em 8 de abril de 1719 (294 anos atrás), passando pelo garimpo, a chegada dos negros, brancos, índios e bandeirantes, bem como a mistura das raças que deu origem à população cuiabana.

Na terceira estação, “Mitos e Lendas”, o público vai conhecer um pouco sobre o folclore e as lendas da capital de Mato Grosso.

Já na “Estação Arte e Sabor”, o artesanato cuiabano e a culinária local serão destaques.

A escola irá passar pela cerâmica e as pinturas regionais, bem como promete fazer os espectadores sentirem o gosto da farofa de banana, da carne seca, do arroz de pequi e do caju.

A quinta estação da escola, “Festas de Santos”, fala da religiosidade e da fé dos cuiabanos, com suas tradicionais procissões e danças.

A estação seguinte, “Portal do Paraíso”, dará destaque às belezas naturais que a Cidade Verde oferece, com destaque para a biodiversidade encontrada em Chapada dos Guimarães.

A escola irá fechar o desfile com a estação “Mandem Lembranças ao Futuro”, destacando a escolha de Cuiabá como uma das cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Para refletir!


A coisa de maior extensão no mundo é o universo, a mais rápida é o pensamento, a mais sábia é o tempo e mais cara e agradável é realizar a vontade de Deus.

Tales de Mileto

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Grupo Tibanaré apresenta Fiu Fiu!

O Grupo Tibané de Cuiabá - MT está prestes a fazer a estreia do seu novo epetáculo "Fiu Fiu!", será no dia 16 de fevereiro às 20h no Sesc Arsenal em Cuiabá.

“Fiu Fiu!” é um singelo espetáculo que revela a magia do amor de duas personagens desalinhadas, construídas pelas mentes estúpidas de dois atores-palhaços-bailarinos. Andando às cegas sem destino ao certo, Passarinhar e Passarinhou procurando o ENCONTRO.


O Grupo Tibanaré foi fundado em 15 de junho de 2006, inicialmente, se dedicou a pesquisas, com o escopo de buscar a essência do “ser ator”, utilizando de vários desdobramentos, com o desígnio de um fazer teatral profissional.

Já inserido no mercado cultural do Estado de Mato Grosso em 2006, buscou com suas produções, um teatro que levasse ao público a arte enquanto transformadora da realidade.

Os espetáculos de seu repertório, seguem caminhos diferenciados, possibilitando atingir as mais diversas realidades.

Expandindo fronteiras, o grupo Tibanaré realiza as suas apresentações nos mais diversos espaços, como teatro de arena, ruas, feiras livres, ônibus, escolas, hospitais, entre outros espaços convencionais e não-convencionais.

Prestigie! Vá ao teatro a classificação é livre - Para toda a família com entrada franca.

Por Cia de Arte Flor de Menina

Concurso de Mini Blocos - Parê Folia 2013


Participem!

Montem seus mini blocos e concorram à premiação oferecida no XI Parê Folia - o Carnaval da Jararaca na Terra do Parecis!

Informações na Secultur - (65) 3904 2095, com Margarete Dorneles.

Para refletir!


O pensamento faz o homem; por isso o bom pensamento é a coisa mais importante da vida.

James Allen

Campo Novo do Parecis é destaque regional


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Parê Folia 2013 - Concurso de Mini Blocos


Participem!

Montem seus mini blocos e concorram à premiação oferecida no XI Parê Folia - o Carnaval da Jararaca na Terra do Parecis!

Informações na Secultur - (65) 3904 2095, com Margarete Dorneles.

Salto Belo - Rio Sacre e Rio do Sangue


Voa alto... Voa longe... Corre e Conta para o Brasil também!

Voa alto... Voa longe... Corre e conta para o Brasil também! Contem para todos sua história, a história fantástica de um velhinho em busca de histórias para contar. Um baú de histórias aberto e infinitos pássaros encantados - de todos os tipos, de todas as cores... Cantando de todas as formas, voando para todos os lugares, pousando e fazendo ninhos nos corações de todas as pessoas.

És um observador da vida meu bom velhinho... Da minha e de outras pessoas também. Atento, captando mensagens, imagens... O que seus olhos veem sua mente processa, sua emoção colore, sua mão transcreve... És um contador de histórias e é aquele que nos leva aos lugares mais distantes, instiga a nossa curiosidade, traz à tona os nossos medos! Compartilha os teus sonhos e liberta os nossos, cura as nossas dores... Reacende nossos amores...


"Passarinho me contou" e vai contar para os outros também lá em Curitiba no FRINGE (Festival de Teatro de Curitiba) a maior Mostra de teatro do Brasil, muitas pessoas vão ficar sabendo!

Sob direção de Van César e produção de Silvia Schneiders, “Passarinho me contou” do Grupo de Teatro Ogan será apresentado nos dias 31/03 às 11h, 01/04 às 15h e 02/04 às 11h na Praça Rui Barbosa em Curitiba.


Por Cia de Arte Flor de Menina

Para refletir!


O resultado do pensamento não tem de ser o sentimento mas a atividade.

Vincent Van Gogh

Em breve... Balé número 16

Não encontrei nenhuma informação sobre esse novo espetáculo, apenas o óbvio: É da Cia de Teatro Faces de Primavera do Leste, certamente será dirigido e escrito por Wanderson Lana e TERÁ BALÉ EM CENA (de acordo com o nome...). É tudo que posso informar baseado somente no que eu acredito, mas já estou ansioso para assisti-lo!


Novo espetáculo da Cia de Teatro Faces
Por Fábio Lima via Cia de Arte Flor de Menina

Grupo de Teatro Nó apresenta "A Busca"

O Grupo de Teatro Nó de Nova Olímpia, fundado por Genival Soares, está com um espetáculo novo em cartaz - "A busca" sob direção de Valter Lara. "A busca" propõe uma reflexão sobre conceitos tais como "de onde viemos?" "Para onde vamos?", contudo as respostas não parecem ser tão óbvias tão pouco científicas, é "a busca histriônica da verdade contada pelos viés da mentira. Onde se acredita no que se quer".


O espetáculo será apresentado no dia 14/02 às 19h30min no Cine Teatro de Nova Olímpia, será cobrado ingressos no valor de R$ 2,00.

Então fica a dica: vá ao teatro, teatro é arte... É cultura! Se você é de Nova Olímpia não pode perder esse espetáculo - "A Busca" e se você não é, mas vai dar uma passadinha por lá nesse dia - prestigie!

Por Cia de Arte Flor de Menina

Festival de Curitiba e o Fringe


O Fringe está presente no Festival de Teatro de Curitiba desde a 7a edição, em 1998. É um espaço aberto, no qual os participantes têm a oportunidade de expor seus trabalhos à crítica especializada e “olheiros” reunidos para o evento. O Fringe é um espaço democrático. Isso oportuniza termos num mesmo Festival, trabalhos profissionais inovadores e montagens de textos consagrados.

Fringe, que em inglês significa “franja” ou “margem”, é inspirado no maior festival de artes do mundo, o Festival Internacional de Edimburgo, Escócia. Lá, o Fringe surgiu espontaneamente em 1947, quando companhias escocesas e inglesas que não estavam na programação do evento resolveram virar a mesa e criar uma “fenda” pra eles. O Fringe deu certo e nós repetimos a receita aqui com a mesma função: ser um espaço democrático.

A participação no Fringe é livre, e as companhias vêm ao Festival por iniciativa própria, em busca de público e crítica.

No Fringe há também a possibilidade de grupos e companhias se reunirem para criar e apresentar mostras próprias, criando um invólucro que destaque trabalhos de linguagens ou linhas de pesquisas semelhantes. Assim como também os próprios teatros podem projetar – com a programação oferecida no evento – a sua tradição, reforçando suas vertentes e criando identidade com o público que é já cativo do espaço, formando plateia para o ano todo. Por ter seus trabalhos expostos à crítica especializada reunida para o evento, muitas companhias, atores e diretores, são contratados para apresentar seus trabalhos em outros locais, mostras e festivais em função da participação no Fringe.

Campo Novo do Parecis no Fringe 2013

Nosso município estará representado através do Teatro Ogan, que apresentará o espetáculo "Passarinho me contou..." e da Cia Revelação de Teatro, com o espetáculo "Parangolé", ambos nos dias 31 de março, 01 e 02 de abril.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Alunos participam do programa "Mais Educação" no Jd. das Palmeiras

O Mais Educação é um programa do Governo Federal que tem como objetivo proporcionar ao aluno de escola pública que ele passe mais tempo na instituição de ensino em atividades diversas que possam contribuir para o seu desenvolvimento.

Com o desenvolvimento de atividades diversas, que vão desde aulas de letramento até aulas de xadrez, a expectativa é que o programa seja ampliado no decorrer deste ano, podendo atender assim um número maior de escolas e alunos do município.


Em Campo Novo do Parecis, no período das férias escolares, os alunos da Escola Municipal Jardim das Palmeiras, poderão participar do programa nas dependências da escola de segunda a sexta, das 13h às 17h, onde além das atividades de aprendizado e lazer, eles recebem lanche.

Fonte: Parecis.net

Festival de Curitiba completa 22 edições


O Festival de Teatro de Curitiba completa 22 edições em 2013, mas há muito tempo já está consolidado no país como a grande vitrine dos artistas e companhias de teatro do Brasil e do exterior. E não é à toa que hoje a cidade é referência no cenário teatral brasileiro e tem seu espaço reservado na agenda cultural do país. Mais de 3,5 mil espetáculos já fizeram parte dessa história, somando o Fringe e a Mostra.

Entre teatros e outros espaços tradicionais, a cultura marca presença há 21 edições em barracões, ruas, praças, bares e os mais diversos locais de Curitiba. Inovador e autêntico, o Festival de Teatro de Curitiba recebe ano a ano companhias de diversos estados do Brasil e do exterior, promovendo o encontro de enorme diversidade artística e humana na cidade – ingrediente especial que faz do evento um grande sucesso.

Há mais de quatro anos é o carro chefe de uma grande reunião de manifestações culturais, ao lado de eventos consagrados como Risorama, Gastronomix e Guritiba, sob o grande guarda-chuva do Festival de Curitiba, um espaço para todas as artes que mantém o pé firme no teatro, mas reúne dança, circo, stand-up, improviso, teatro físico, gastronomia.

Campo Novo do Parecis no Fringe 2013

Nosso município estará representado através do Teatro Ogan, que apresentará o espetáculo "Passarinho me contou..." e da Cia Revelação de Teatro, com o espetáculo "Parangolé", ambos nos dias 31 de março, 01 e 02 de abril.

Para refletir!


Existe um lugar onde ninguém pode tirar você de mim. Este lugar chama-se Pensamento...e nele, você me pertence!

Charles Chaplin

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

SECULTUR abre inscrições para as Oficinas de Arte

A SECULTUR (Secretária de Cultura e Turismos) de Campo Novo do Parecis informa que as inscrições para as Oficinas de Arte tiverem início na manhã desta segunda-feira (04). Neste ano de 2013 serão oferecidas Oficinas de Balé, Dança do Ventre, Danças de Rua, Axé, Danças de Salão, Capoeira, Violão, Banda de Percussão, Teclado e Teatro.

Uinidade Kid's, coreógrafo Johnnye Patricio
O Centro Cultural está situado na sede da Associação de Moradores do Bairro Nossa Senhora Aparecida, na Rua Severino de Lima, 1.206 NE - Bairro Nossa Senhora Aparecida. Telefone: 3904 2095.

Cia Revelação de Teatro em
"O fantástico mistério de Feiurinha"
Lembrando que todas as atividades culturais são oferecidas gratuitamente.

Por Cia de Arte Flor de Menina

Festival de Curitiba - Histórico


O Festival de Teatro de Curitiba nasceu numa mesa de restaurante. Sem saber ao certo o alcance e a força das idéias que ali surgiram, um grupo de jovens amigos dava os primeiros passos para o que viria a ser um dos mais importantes eventos de teatro da atualidade. Os estudantes Leandro Knopfholz e Carlos Eduardo Bittencourt, então com 18 e 22 anos, tinham acabado de ver a peça New York, New York, de Edson Bueno, no Teatro Guaíra e resolveram esticar a noite num dos diversos restaurantes da cidade. Enquanto escolhiam os pratos do cardápio, lamentavam o parco número de peças de teatro em cartaz na cidade. Leandro, talvez entusiasmado pelo espetáculo que tinha acabado de ver, sugeriu ao amigo que ao invés de apenas lamentar, poderiam organizar um festival na cidade. Carlos ficou na dúvida, mas Leandro lhe desarmou com um célebre "Por que não?”.

A partir daí começou o corre-corre: campanha, patrocínios, programação e produção. Leandro e Carlos chamaram os amigos Cássio Chamecki e Victor Aronis. Em dezembro de 1991 eles promoveram a festa de lançamento do Festival, que iria estrear no dia 19 de março do ano seguinte. Ninguém acreditaria que aquela idéia, surgida em uma conversa de restaurante, seria realizada com tanta agilidade, e nem que duraria tanto. A Edição 1992 do Festival de Teatro de Curitiba inaugurou a Ópera de Arame e trouxe ao Paraná grandes nomes do teatro brasileiro, como Antunes Filho, José Celso Martinez Correia e Gabriel Vilella. Quando viram os convidados no saguão do hotel, os amigos sentiram um frio na barriga: "Meu Deus, olha só o que a gente fez".

Desde então, Curitiba transforma-se em um imenso palco, onde – até a edição passada – foram apresentados cerca de 3.599 espetáculos para um público estimado em 1,92 milhão de pessoas.

Campo Novo do Parecis no Fringe 2013

Nosso município estará representado através do Teatro Ogan, que apresentará o espetáculo "Passarinho me contou..." e da Cia Revelação de Teatro, com o espetáculo "Parangolé", ambos nos dias 31 de março, 01 e 02 de abril.

Para refletir!


Só conheço uma liberdade, e essa é a liberdade do pensamento.

Antoine de Saint-Exupéry

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Democracia - Para refletir!


Cultura e oportunidade

O apoio à Cultura em Mato Grosso está na contramão do desenvolvimento.


Sempre encontro uma reação de surpresa quando digo que a Produção Cultural em países como França, Inglaterra, Alemanha, Espanha e Estados Unidos é, em boa parte realizada com o apoio de Leis de Incentivo. Os americanos possuem inclusive uma agência federal, a National Endowment for the Arts, que desde 1965 ajuda a tirar do papel projetos de cinema, teatro, música e literatura, entre tantas áreas do fazer artístico. No Brasil, como se sabe, o Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet e da lei do Audiovisual, é o maior fomentador da Produção Cultural brasileira. As Leis e Fundos Estaduais e Municipais também são uma parte importante do processo. Não são mecanismos perfeitos, podem e devem ser aperfeiçoados. Mas aqui, quero deixar essa ótima discussão um pouco de lado para tratar de uma questão um pouco mais urgente para nós, mato-grossenses.

"Qual é a justificativa para essa redução? Qual é a conta que faz mais dinheiro pro estado virar menos investimento em Cultura? Não é coerente"

Em uma conversa informal com um Conselheiro Estadual de Cultura, consegui alguns dados sintomáticos da atenção destinada ao apoio a Produção Cultural pelo Governo do Estado. Segundo ele, em 2007, os recursos eram da ordem de 16 milhões. Em 2009, foram 9 milhões. Em 2011, o valor caiu para 6,5 milhões. No ano passado, uma nova queda trouxe o valor para 5,8 milhões. Esse ano, o valor disponibilizado é de 4,8 milhões. Um terço do que existia seis anos atrás. Parece pouco. Mas é pior. Junto com esses dados, veio a informação de que por conta de um contingenciamento de recursos nas secretarias, o valor real a ser garantido é de 2,6 milhões. O restante ainda não se sabe de onde virá. Ou seja, existe o risco de que o Produtor Cultural, mesmo tendo seu projeto aprovado pelo Conselho, corra o risco de não receber o recurso. Isso é perigoso.

Sendo reais, esses dados revelam que o apoio a Cultura em Mato Grosso não está apenas na contramão da história. Está na contramão do desenvolvimento do estado, que de 2003 a 2011 viu seu PIB crescer 130,55%. Esse crescimento é destacado com orgulho no Plano Plurianual 2012 - 2015 publicado pelo Governo do Estado, através da sua Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral. Nesse mesmo Plano, a partir da página 246, vemos o Programa de Valorização e Promoção da Cultura, que com suas ações de Apoio a Projetos Culturais, tem o compromisso de disponibilizar pouco mais de R$ 23 milhões nesses cinco anos – ou 4,6 milhões por ano. Considerando-se o que existia em 2007, é pouco. Muito pouco.

Qual é a justificativa para essa redução? Qual é a conta que faz mais dinheiro pro estado virar menos investimento em Cultura? Não é coerente.

Cultura é business. Gera emprego e renda, fomenta a economia. Vemos isso com clareza em outros países e em outros estados. Quando se diz isso, existe o argumento caolho de que outros estados são mais ricos do que Mato Grosso. Por isso, a título de comparação, podemos colocar lado a lado os PIBs de Mato Grosso e Pernambuco, por exemplo. O estado nordestino atingiu 95 bilhões de acordo com o IBGE, enquanto nosso resultado foi de 64 bilhões – aproximadamente 70% do PIB pernambucano. Historicamente, existe coerência nesses números, Pernambuco sempre foi um estado mais rico.

Já na área Cultural, a coisa fica desproporcional. Vemos uma dedicação absurdamente superior dos governantes pernambucanos ao apoio a produção. Ano passado, durante o Festival de Cinema do Recife, vi acontecer uma movimentação para que o valor destinado as produções audiovisuais fosse incrementado. Os pernambucanos não estavam satisfeitos com os “parcos” 13 milhões colocados a disposição – apenas para cinema e vídeo. Quando ouvi isso, senti vergonha ao lembrar que os produtores culturais mato-grossenses lutariam para multiplicar menos da metade desse valor para atender todos os setores culturais do estado – música, teatro, dança, literatura, audiovisual, entre outros.

Existe uma diferença muito grande na forma como esses dois estados enxergam a cultura. E isso se reflete na formação dos seus cidadãos, na sua valorização pessoal, sua identidade e história. Estar em Recife e Olinda é estar em constante contato com peças, produtos, eventos e manifestações da cultura e história pernambucana. Estar em Cuiabá hoje em dia é se ver cercado de ausência. Festival de Cinema de Cuiabá. Ausente. Cine Teatro. Ausente.

Como produtor cultural, nem sempre produzi com patrocínio. Mas com certeza sou muito grato as oportunidades que tive de trabalhar com o apoio da Lei de Incentivo Hermes de Abreu, do Fundo Estadual de Cultura e do Conselho. Foram quatro projetos – um vídeo e três filmes – que tem sua força não nos prêmios que ganharam, mas sim nos profissionais que ali trabalharam, na retina de cada pessoa tocada pelas imagens, e no registro de nós mesmos – talvez essa, a maior importância de qualquer produção cultural.

Ainda guri, vi meus primeiros filmes nas poltronas do Cine Teatro. Projetei meus primeiros trabalhos nas telas do Festival de Cinema de Cuiabá. Só faço cultura hoje porque um dia me vi cercado por ela. E por tudo isso, sou tomado agora por uma triste constatação. Estamos perdendo a chance de ver nascer outros artistas, novas obras, canções e histórias. Arte e Cultura sempre existirão. O artista o é e pronto. Mas sem mercado, não há vida. O incentivo é normal e necessário para o agronegócio, para a indústria, para a Copa. Tem que ser normal e necessário para a Cultura também.

Em tempos de debate sobre um Plano Municipal de Cultura e possível fusão de Secretaria – que todos sabemos ser um passo arriscado – acredito ser importante também buscar ampliar a visão dos nossos gestores públicos municipais e estaduais para essa questão. Apoiar a Cultura de um povo não é favor. É, antes de tudo, uma grande oportunidade para qualquer governante que deseje construir um legado que seja digno de memória.

BRUNO BINI é publicitário, cineasta e produtor cultural.

Festival de Curitiba 2013

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Os benefícios do Baby Balé



A aula de Baby Balé tem como objetivo principal desenvolver os aspectos motores, cognitivos e afetivos sociais das pequeninas utilizando-se, para isso, dos elementos básicos da dança.

Leveza, graciosidade, disciplina e dedicação são algumas das habilidades que as crianças podem adquirir fazendo aulas de balé clássico.

O balé é capaz de manter o corpo e a mente em constante movimento enquanto o trabalho físico é executado, a criança tem a oportunidade de entrar em contato com a arte, música clássica, histórias e figurinos relacionados aos contos de fadas.

O alongamento, os exercícios e demais movimentos praticados nas aulas fazem com que a aluna adquira e trabalhe a flexibilidade do corpo. Além de ser um divertimento para as crianças o balé permite-lhes ganhar muitos conhecimentos, ajuda a encontrar a postura correta e a elegância.

A criança ganha preparação física e expressão corporal, ajuda na concentração e na memória, promove a autodisciplina e incentiva a autoconfiança. A criança aprende a desenvolver a imaginação e a criatividade, ajuda a ganhar ritmo e musicalidade.

A criança perde a timidez e tem ajuda para se tornar mais extrovertida, desenvolve e aprende a controlar de todos os segmentos corporais no tempo, no ritmo e no espaço.

Tonicidade muscular, equilíbrio, coordenação motora, flexibilidade e agilidade são exercitadas nas aulas e facilitam a capacidade de executar os movimentos da técnica clássica. As aulas promovem uma postura correta e ajudam a corrigir algumas compensações musculares incorretas. Por mais que a criança não dê continuidade ao aprendizado da dança futuramente a aula lhe será muito útil, pois vai proporcionar vivências próprias para as suas expectativas e necessidades quando criança da primeira infância contribuindo para um desenvolvimento saudável e rico em estímulos.

A criança que faz balé é uma criança com autonomia, com um alto conceito positivo e que sabe trabalhar coletiva e cooperativamente. A partir dos 08 anos então a criança estará apta para ingressar no curso formativo de balé clássico.

O trabalho com a faixa etária de 03 a 08 anos é de extrema responsabilidade e exige muita competência profissional são crianças em plena formação e desenvolvimento que estão amadurecendo ainda habilidades motoras básicas formando a sua auto-imagem e começando a interagir-se socialmente. Uma má intervenção nesta faze pode prejudicar todo o desenvolvimento infantil.

No baby balé trabalha-se muito o lúdico e a imaginação linguagem que vai despertar o interessa e motivação da criança pela aula, além disso, começa-se a inserir lentamente elementos e passos básicos da técnica clássica, contundo sem o enfoco e a prioridade como em um curso formativo.

O Ponto de Cultura Ninho do Sol dedica aulas de Baby Balé para crianças de Campo Novo do Parecis que vão muito além da dança buscando sempre inovar com didáticas que certamente deixarão frutos positivos. Já são quatro anos de um trabalho reconhecido com mais de 300 crianças atendidas.

Aulas de Baby Balé são capazes de transformar uma criança, incentive as crianças a dançarem e perceba os benefícios, quem dança é muito mais feliz!


Por Cia de Arte Flor de Menina